Cavaco Silva frequentemente critica e diz que o povo não pode ser constantemente sacrificado… por outro lado, leva um mordomo e dois fotógrafos para férias. Haja memória!

Cavaco Silva

Tudo remonta a Maio de 2011 quando Cavaco Silva pediu “justiça na distribuição dos sacrifícios”, apelando a que cada um seja tratado de acordo com as suas posses, diz o DN.

Aquando das suas férias em Setembro do ano passado na ilha dos Açores, na “bagagem” levou a esposa, o chefe da cava civil e a esposa, quatro assessores, dois consultores, um médico pessoal, uma enfermeira, dois bagageiros, dois fotógrafos oficiais e um mordomo.

Em Janeiro de 2012 Cavaco volta a falar, desta vez a “insultar” Portugueses, indicando que tem bastantes milhares de Euros como reforma. Apenas alguns dias depois Cavaco corrige as suas próprias declarações.

 

De certa forma, o Tugaleaks vem expressar preocupação em, no espaço de um ano, haver tantas considerações e declarações contraditórias. Esperemos as melhoras da amnésia do Professor e Presidente Cavaco Silva.

Ver
Esconder