O cidadão Ricardo Castelo Branco, do qual o Tugaleaks já tinha publicado um depoimento, apresentou queixa no passado sábado pelas 11h30m na PSP do Rato, em Lisboa.

Ricardo Castelo Branco

Anexou-se à queixa uma cópia do comprovativo da retirada dos pontos, que anexamos no nosso site com a devida autorização. O cidadão queixou-se de ataques com bastões, força excessiva, abuso de autoridade e violações grosseiras de vários direitos constitucionalmente reconhecidos, por parte de agentes do Corpo de Intervenção da PSP.

Ricardo Castelo Branco

O relatório oficial que veio a público torna à luz dos acontecimentos relatados por este cidadão, a sua descrição extremamente improvável.

A queixa, contra a integridade física, vem na sequência dos confrontos da manifestação de 22 de Março onde alegadamente houve violência excessiva da parte da polícia.
Demorou cerca de hora e meia a ser apresentada e teve os olhos atentos do Tugaleaks, que decidiu acompanhar este cidadão na sua busca de justiça e dignidade pessoal.
Além dos danos físicos, o Ricardo ficou também sem os seus óculos, com lentes progressivas, de valor que não pode ser quantificado. E não pode não só ser quantificado como reposto, uma vez que o cidadão, arquivista de profissão, está desempregado actualmente.

O Tugaleaks espera que este não seja um processo fechado por falta de provas e que sejam ouvidas todas as partes, tais como este cidadão, elementos do corpo de intervenção e as suas chefias.

A pergunta para fica para quem quiser comentar: de quem acham que veio a ordem de “carga”, e porquê?

 

Ver
Esconder