O Tugaleaks é um órgão de comunicação social verdadeiramente independente. Não temos qualquer publicidade no site. Consulta aqui o nosso relatório de transparência mensal.

Envia a tua denúncia anónima aqui

Este é um dos mais memoráveis dias para o colectivo Anonymous. Faz hoje 407 anos que Guy Fawkes tentou explodir o Parlamento do Reino Unido.

A história pode ser contada de diversas formas. Mas no filme V de Vingança, (V fron Vendetta) frases como “a violência pode ser usada para o bem” ou “não há coincidências, apenas a ilusão das coincidências” marcam um homem, de características misteriosas, que faz acção directa com as suas próprias mãos.

 

“Remember, remember, the 5th of November”

 

Já a data, 5 de Novembro, é associada ao soldado britânico Guy Fawkes que era responsável por assegurar, e como especialista, explodir o Parlamento daquele país com 36 barris de pólvora.
Guy Fawkes foi descoberto, torturado e eventualmente indicou quem com ele conspiravam.
Faz hoje 407 anos que a tentativa foi feita.

Outra influência é encontrada em pelo menos dois dos livros da saga Harry Potter: em Harry Potter e a Pedra Filosofal, no primeiro capítulo, a história é explicitamente citada quando dois locutores de televisão, ao anunciarem uma chuva de estrelas observada anormalmente no céu, atribuem a sua origem a uma provável comemoração antecipada da Noite das Fogueiras; e em Harry Potter e a Câmara Secreta, no capitulo doze, uma fênix é chamada de Fawkes, tentando traçar um paralelo entre o mito da fênix que, após morrer renasce das suas próprias cinzas, e a necessidade do renascimento social, cultural e político em Inglaterra, concretizável caso a revolução fosse adiante. (Wikipédia)

 

 

 

Nos dias de hoje e em Portugal os Anonymous, que embarcam na ideia de Guy Fawkes, da justiça e da acção directa, aparecem nas manifestações. As máscaras são oprimidas e levadas como perigrosas pelas autoridades, tendo já o Tugaleaks documentado vários casos como este onde isto acontece. A maior concentração de Anonymous em Portugal foi em Fevereiro de 2011 nos protestos contra o ACTA em Lisboa (Marquês de Pombal – Praça do Comércio).

Mas seremos todos terroristas, a par e passo com a corrupção política e partidária, os cortes na saúde e os aumentos do volume grossista e despesista do estado?
Talvez. Mas assim como Guy Fawkes e “V” não desistiram, os Anonymous também não o farão.

O Tugaleaks disponibiliza hoje formas para visualizar este filme. Não estão protegidos por DRM. Sabemos que eventualmente esta simples linkagem a conteúdo para usufruto de cópia privada poderá não ser conforme todas as leis existentes, pelo menos visto por alguns. Mas, as leis são ocasionalmente feitas para serem quebradas.

Remembre, remembre, the 5th of November…

 

Download por torrent com legendas

Download por HTTP com legendas

Comentários

6 Comments

  1. O Fawkes pretendia derrubar uma monarquia protestante para abrir caminha a implementacao de um rei catolico e consequentemente, fantoche do vaticano.

    Desenganem-se que Fawkes era um lutador da liberdade e da democracia, so os anonimongos e que teem essa ideia. O Fawkes era um catolico ferveroso e qualquer pessoa que saiba o minimo de historia sabe das consequencias se a conspiracao tivesse ido para a frente.

    Fawkes iria substituir uma ditadura por outra, e quem dizer o contrario e porque acha que o V de Vinganca pode substituir aulas de Historia.

    So mesmo pessoas ignorantes e de um QI de uma beterraba e que podem idolatrar um individuo como o Fawkes.

  2. É má ideia afirmarem que “as leis são ocasionalmente feitas para serem quebradas”. Já estou a imaginar um político português qualquer a, mais uma vez, violar ou ignorar direitos humanos básicos e justificar-se com a mesma frase.

  3. Meus amigos, meus companheiros anons.
    Novembro chegou…
    Estamos prontos ou ficamos pacíficos com a diluição do nosso próprio conceito? Somos um grupo de hactivistas, revolucionários, eternos românticos? Ou somos uma ideia?
    Será que estamos a agir em conformidade do todo, ou estamos em busca da gloria pessoal, uma masturbação mental sem maior propósito que o simples pertencer a algo maior, que por ser tão lacto e versátil é fácil confundir o que é e o que não é?

    Deixo-vos essas questões e relembro o nosso lema:

    We are Anonymous,
    We are legion,
    We do not forgive,
    We do not forguet,
    Expect us!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder