O Tugaleaks é um órgão de comunicação social verdadeiramente independente. Não temos qualquer publicidade no site. Consulta aqui o nosso relatório de transparência mensal.

Envia a tua denúncia anónima aqui

Há toureiros que chegam a receber 12 mil euros por esta tourada. Numa freguesia com apenas 3 mil habitantes, cada habitante “pagou” 75EUR, em média.

Se nunca ouviste falar em Abiul, é normal. É uma freguesia em Pombal com menos de 3 mil habitantes. Mas tal não os impediu de, em agosto, realizarem três touradas no espaço de 15 dias, isto é, nos dias 4, 5 e 14 de agosto de 2018.  

Tudo começou com a denúncia da Prótouro, que escreveu que esta é “mais uma autarca cujas prioridades não são resolver os problemas populacionais mas sim desbaratar resmas de dinheiro com a tauromáfia”.

O Tugaleaks mostrou-se interessado e pediu “documentação que comprove tal facto, caso exista, nomeadamente caderno de encargos e nota de compra”. Mas não a recebeu. Depois de apresentada queixa à Comissão de Acesso a Documentos Administrativos, a Junta de Freguesia indicou que não respondeu ao nosso pedido por pensar que se tratava de uma mensagem de spam, dizendo que “estamos à disposição de V. Exa. para agendar dia e hora a indicar por V. Exa. para consulta de toda a documentação solicitada”.

Ora, como a forma de acesso foi o envio de informação por e-mail, o Tugaleaks recusou retirar a queixa, conforme era pedido. E apenas quando a Comissão deu razão a este órgão de comunicação social foi possível receber um documento com muitas omissões nomeadamente no nome dos toureiros, patrocínios, rádios que apoiam, etc. Até o dia da corrida foi omitido. E apenas um orçamento, não uma soma de contas finais. Pelo que nunca se poderá pensar que foram apenas estas as despesas, ou que as receitas foram as indicadas.

Os pormenores

O uso de um touro para uma tourada pode custar aos cofres de uma freguesia cerca de 19 mil euros. Foi o que aconteceu com um dos touros, cuja compra se encontra também omitida. No total, nas três touradas, o valor orçamentado para 10 touros foi de cerca de 53 mil euros.

Já os artistas também são pagos a peso de ouro, tendo o mais caro o valor de 12 mil euros. No total das três corridas, o valor orçamentado para pagamento aos artistas ascendia os 60 mil euros.

Já o pagamento de impostos e taxas para cada corrida pouco passou dos 2 mil euros.

Os pagamentos aqui listados são meros orçamentos, pelo que o preço final, bem como a receita, podem ser diferentes.

 

Conheces outras despesas públicas que mereçam ser notícia?
Envia-nos uma denúncia anónima!

Foto: CM Pombal

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder