Quem pratica o bem e ajuda a polícia nunca deve esperar melhor do que… uma sentença de prisão maior do que o criminoso. Foi o que aconteceu a um membro dos Anonymous.

Na noite de 11 de Agosto de 2012, em Steubenville, Ohio, aconteceu um crime que chocou os estados unidos e o mundo. Uma jovem de 16 anos, embriagada, foi violada apos dois jogadores de futebol americano. Todos tinham 16 anos na altura.

Hacker que expôs violadores pode estar mais tempo na prisão do que os próprios violadoresO caso ganhou dimensão e notícia no mainstream media após uma foto e um pequeno vídeo do dia em que o crime aconteceu terem ido parar à Internet. Durante vários meses a vitima ficou “calada”, a escola encobriu a violação e tudo parecia estar a ser esquecido, da forma mais dolorosa possível: sem os culpados julgados. Até que em Dezembro apareceram os Anonymous.

Conhecidos defensores daquilo que muitos não defendem, os Anonymous invadiram um website em Dezembro a “solicitar” que a escola fizesse um pedido de desculpas à polícia por ter encoberto o caso. Poucos dias depois, a 1 de Janeiro, KnightSec, uma célula dos Anonymous, publicou um vídeo onde mostrava a “crew” de violadores.

Em Fevereiro, um dos hackers responsáveis pela distribuição da informação que teria levado a polícia aos violadores, KYAnonymous (Deric Lostutter), levou com um “raide” á sua residência, apreendendo material informático. Ele vivia com a namorada e o irmão, e levaram também o PC da namorada, CDs de música, telemóveis, e a Xbox do irmão”.

Recentemente, uma análise feita pelo Think Progress revelou um dado assustador para quem luta pela justiça: enquanto o membro dos Anonymous pode apanhar até 10 anos na prisão, os violadores podem apanhar até 2 anos. É uma diferença de 8 anos para quem ajuda a combater o crime e para quem faz o crime.

Numa petição online, que em pouco mais de 2 dias recolhem mais de 125 mil assinaturas, é dado a conhecer que a posição da justiça é a de “não se envolvam” porque fazer o bem parece que custa mais do que praticar o mal.

 

Assinar a petição a favor de KYAnonymous

 

E o leitor, o que pensa desta situação?

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder