O Movimento Revolução Branca recebeu o arquivamento da queixa apresentada há alguns meses. O Ministério Público não procedeu a qualquer investigação.

 

Queixa de traição à pátria por titulares de cargos políticos arquivada sem qualquer investigação

 

O desfecho já era o esperado. No entanto, o Movimento Revolução Branca acha demasiada “ligeiresa” na forma como o mesmo foi arquivado.
Num comunicado enviado ao Tugaleaks, o movimento afirma que “De facto o M.P. de Lisboa, sem qualquer tipo de acto de investigação, seja ele qual for, usou argumentos que raiam a superficialidade e a banalidade, sustentando-se em normas processuais desadequadas, impertinentes e inaplicáveis.
Embora a queixa tenha sido apresentada no Porto, foi para Lisboa ser analisada. A falta de análise parece ser uma das muitas queixas do Movimento Revolução Branca que afirma que irá recorrer “para inverter a presente situação, crentes que estamos na nossa posição, razões e argumentos e da necessidade de termos um Ministério Público destemido e empenhado”.

No despacho a que o Tugaleaks teve acesso, a queixa apresentada pelo movimento é tida como uma queixa “que não realça factos ou situações identificáveis”. No entanto, o Ministério Público, esse com competência para investigar, decidiu proferir em jeito de simples e monotona notícia, algo que todos já sabemos. Temos como exemplo, o ponto IV que informa que “Com a Comunidade Europeia revolucionou-se o conceito de soberania”, quando na verdade Portugal perdeu a soberania e não é hoje um estado soberano, estando sempre financeiramente dependente do Banco Central Europeu e de outras

Assim, o Movimento Revolução Branca promete continuar com mais acções de luta e actividades, tais como uma caminhada a realizar este mês no Norte de Portugal.

Hoje, Portugal é um ninho de corrupção, onde qualquer entidade que seja confrontada pelo povo ou pela lei para agir, não irá agir porque os poderes não governamentais estão hoje no poder do governo.

 

Download do Despacho de Arquivamento

Download da queixa-crime apresentada

Ver
Esconder