Vídeo no YouTube mostra violência entre deputados Madeirence e insultos entre bancadas. . Menos estado, melhor estado, defende o Tugaleaks.

Assembleia da Madeira

Durante 10 minutos pode-se ver o vídeo gravado com uma câmara amadora numa das bancadas. Vídeo esse que mostra o discurso do deputado José Manuel Coelho quando alegadamente denunciava ilegalidades do PSD. Ao longo do vídeo, ouvem-se insultos também de uma deputada (a dirigir-se para outra, presume-se) como “gentesuja, criminosa” e outros.

Ao longo do vídeo enviado para o YouTube dia 17 de Abril ouvem-se frases menos boas e até discriminatórias de pessoas. Por ventura pensariam que não existia uma câmara a gravar, algo que pelos vistos se enganaram. A saber, no vídeo:

  • 2:55 – “a polícia é feita por pessoas, estes senhores estão ricos à custa da miséria e da desgraça” (José Manuel Coelho)
  • 5:15 – alguém se aproxima de José Manuel Coelho e diz “o que e que o senhor vai dizer? Ponha-se a andar para a rua”
  • 5:25 – a câmara mexe-se e dão-se início aos confrontos físicos e ouve-se “eu não saio daqui”
  • 6:12 – ouve-se “gente suja, gente suja criminosa” por uma voz feminina
  • 6:40 – ouve-se a expressão “guerra é guerra” (???)
  • 7:21 – é mostrado sangue resultante dos confrontos físicos
  • 7:30 – a mesma voz feminina grita “cala-te sua suja, cala-te sua malcriada, não és senhora não és nada, tem vergonha” dirigindo-se possivelmente a outro elemento de outra bancada
  • 10:21 – a deputada Raquel Coelho ouve, para si, “isto é feito para homens não é para gente fina” (a confirmar-se, isto é uma discriminação manifestamente ilegal e vergonhosa)

 

Para verem o confronto físico a acontecer (e de outro ângulo), podem visualiza-lo nesta notícia da RTP Madeira:

Existem aqui actos vergonhosos, que não cabem em democracia nem de direita, nem de esquerda nem do centro. Não interessa se o partido é rosa ou laranja ou às cores, interessa que esta Assembleia perdeu a dignidade que ia tendo como órgão soberano quando ataca, possivelmente censura e discrimina pessoas por dizerem o que quer que seja.

Ainda no ano passado existiram notícias do “buraco” orçamental na Madeira que a Troika descobriu, “apenas” no valor de 223 milhões de Euros.

Podemos ver alguns comentários na página Facebook do Tugaleaks, que ilustram a revolta do povo sobre esta matéria.

E é assim que o povo paga. Para termos pancadaria e desrespeito pelas mulheres numa Assembleia Regional.

Ver
Esconder