Chegou a vez dos bancos. A operação #OpBanksters criada pelos Anonymous Portugal começou a atacar bancos por todo o mundo e a descobrir dados privados.

Depois de na passada semana mais de 50 sites estarem vulneráveis e terem sido denunciados, devido a um ataque da equipa Team Whit3 Portugal, que pertence aos Anonymous Portugal, chegou agora a vez dos bancos.

Banif, BES, Crédito Agrícola, SIBS, Cetelem, Montepio, Millennium BCP, Banco Popular, Blarclays e outros bancos de renome mundial como o Bank of América, tiveram os seus e-mails publicados na Internet.

 

Banif, BES, Millennium BCP, SIBS, Cetelem, Montepio e outros bancos atacados por hackers

 

Com esta informação, consegue-se por exemplo saber que o e-mail de Ricardo Salgado do BES, que se esqueceu de declarar há pouco tempo 8.5 milhões de Euros em IRS, é ricardo.salgado@bes.pt. Também no BEs é possível veriricar que usam o subdomínio angola.bes.pt para endereços de e-mails nesse país.
Já na Cofidis é possível ver que usam o Lynch, uma ferramenta de chat da Microsoft.

São informações que, não sendo graves, podem muito bem vir a ser usadas para outro tipo de acções como o “fake mail” ou o envio de spam, bem como ainda tentativas de “brute force” para acesso ilegítimo a e-mails.

Embora no Pastebin este ataque não tenha sido reivindicado, o Tugaleaks sabe que foi efectuado pelo colectivo Anonymous Portugal e pelos Cybersecpt.

 

Ver o leak de e-mails no Pastebin

 

 

Para que servem os bancos?

Hoje de manhã o Movimento Cívico Tugaleaks perguntou na sua página de Facebook “o que pensam dos bancos”. A esmagadora maioria dos comentários eram negativos, apelidando os bancos de serem “a principal razão por o mundo estar assim”” e que são “entidades oficiais de ladroagem”.

E o leitor, o que acha dos bancos e para o que é que eles servem?

 

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder