O Tugaleaks é um órgão de comunicação social social verdadeiramente independente. Não temos qualquer publicidade no site. Consulta aqui o nosso relatório de transparência mensal.

Envia a tua denúncia anónima aqui

Dois políticos que já participaram nas reuniões do Grupo Bilderberg disputam a liderança do PS. Enquanto isso, Pinto Balsemão convidou para o encontro deste fim-de-semana o ministro da Saúde e uma deputada socialista que anda a investigar Camarate.
A deputada do PS Inês Medeiros vai estar este fim-de-semana na reunião anual do Grupo Bilderberg, em Copenhaga, Dinamarca. Juntamente com a deputada, vai estar o ministro da Saúde, Paulo Macedo. Ambos já confirmaram a sua presença em declarações ao “Diário de Notícias”.

A deputada socialista justificou a sua presença na reunião deste fim-de-semana, fechada a jornalistas e sem direito a declarações finais, dizendo que é “importante debater os temas que a organização escolheu”, como é caso de, por exemplo, a crise na Crimeia. Assim, para a socialista, o facto da reunião ser à porta fechada e incluir os nomes de figuras privadas não a impede de estar presente, mesmo a título pessoal. Mais sensível se torna a questão quando, entre as funções de Inês Medeiros como deputada na AR, se inclui a presença na Xª Comissão Parlamentar de Inquérito de Camarate, que tem como missão apurar as circunstâncias da morte do primeiro-ministro Sá Carneiro e que a própria AR concluiu, em 2004, ter sido um atentado.

 

ice bilder berg

 

Sucede que um dos mais conhecidos membros e promotores dos encontros do Grupo Bilderberg é Henry Kissinger e o seu nome está envolvido num possível negócio de tráfico de armas entre Portugal e o Irão, em 1980, e que estará por detrás do móbil do atentado contra o antigo líder da AD. Sá Carneiro foi depois substituído no PSD e em S. Bento por Pinto Balsemão, a pessoa que, desde 1981, participa com regularidade nos encontros do grupo e é membro permanente desde 1988 e que agora convida Inês de Medeiros para um fim-de-semana num hotel da Dinamarca, eventualmente com despesas pagas.

No entretanto, outros nomes de conhecidos políticos socialistas que já frequentaram os fins-de-semana do Grupo Bilderberg, sempre a convite do militante número um do PSD e dono da SIC e Expresso, estão agora a dar que falar. António José Seguro, que esteve na reunião do ano passado em Inglaterra – juntamente com o agora vice-primeiro-ministro e então ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas – está a ser desafiado na liderança do PS pelo actual presidente da Câmara de Lisboa e que, nessa qualidade, participou na reunião de 2008, em Washington. Na altura, Costa teve a companhia do então presidente da Câmara do Porto, Rui Rio, pessoa que dizem que poderá também vir a disputar a liderança do PSD.

Assim, Bilderberg pode continuar a dizer que escolhe futuros primeiros-ministros, tal como em 2004, quando lá estiveram Santana Lopes e José Sócrates antes de qualquer um dos dois chegar a S. Bento. E, já agora, não esquecer ainda Durão Barroso e António Guterres, ambos com várias passagens por Bilderberg, e que se apresentam como putativos candidatos a Presidente da República.

 

Consulte aqui a lista de membros oficial

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *