O Tugaleaks é um órgão de comunicação social verdadeiramente independente. Não temos qualquer publicidade no site. Consulta aqui o nosso relatório de transparência mensal.

Envia a tua denúncia anónima aqui

Os dois convidados portugueses para a reunião dos “Senhores do Mundo” deste fim-de-semana são os líderes do PS e CDS. Passos Coelho ficou de fora dos planos

 

Por: Frederico Duarte Carvalho, jornalista e escritor (blog – facebook)

 

Pedro Passos Coelho tem os dias contados à frente do Governo, isto a acreditar na lista dos convidados do encontro do Grupo Bilderberg, que vai ter lugar perto de Londres durante o próximo fim-de-semana. Os dois convidados portugueses escolhidos por Pinto Balsemão – que é o representante permanente português no grupo conhecido como “Senhores do Mundo” -, são o ministro dos Negócios Estrangeiros e líder do CDS, Paulo Portas, e o secretário-geral do PS, António José Seguro. Esta é a primeira vez nos últimos anos que Pinto Balsemão, militante número 1 do PSD, não convida uma figura de relevo do seu próprio partido.

 

Balsemão aposta em Seguro e Portas
Os líderes do PS e CDS vão estar juntos e sem jornalistas por perto

Ao convidar os líderes do PS e CDS, o dono da televisão SIC e do semanário “Expresso” mostra que está preparado para aceitar um futuro governo de coligação entre PS e CDS. Esta é uma solução que não é inédita na democracia portuguesa e já foi testada no passado quando, em 1978, o primeiro-ministro socialista Mário Soares fez um acordo de incidência parlamentar com o líder centrista, Freitas do Amaral, “saltando” assim de um entendimento com o PSD, então conduzido por Francisco Sá Carneiro. Face às dificuldades do Governo, o clima político poderá levar a eleições antecipadas e, se o PS ficar à frente do PSD, mas não conseguir obter a maioria absoluta, então a solução poderá passar por uma coligação com o CDS. Em alternativa, teria de ser com um PSD sem Passos Coelho.

Apesar de Pinto Balsemão ser dono de um importante semanário e de uma televisão, estes encontros anuais com políticos e homens da finança mundial ocorrem sem a presença de jornalistas, sem reportagens de enviados especiais, sem reportagens de fundo e sem crónicas ou comentários alusivos ao encontro. Mas, a presença de António José Seguro e Paulo Portas é um indicador tão sério do desencontro entre o militante número 1 do PSD e o primeiro-ministro, que dificilmente poderá passar despercebido da Opinião Pública.

A queda do Governo já poderá estar em marcha e, para tal, basta lembrar como foi em 2004. Nessa altura, Balsemão convidou para o encontro, em Itália, igualmente no primeiro fim-de-semana de Junho, um político social-democrata e um socialista. Um mês depois, o social-democrata foi nomeado primeiro-ministro e o socialista viria a ser eleito meses depois. Chamavam-se Santana Lopes e José Sócrates.

 

Consultar a lista completa dos convidados

 

E o leitor, o que pensa sobre este encontro?

Comentários

18 Comments

  1. E a corrupçao continua…
    Enquanto nao fizerem algo pela comunidade mundial em relaçao a corrupção acho que ninguem devia ir a lado nenhum…

  2. Será que estes “senhores” que seguem a mesma fidelidade a sociedades secretas.. sabe que por tras de Pinto Balsemão e muitas outras famílias… existe uma seita satânica que os leva a pensar que a vida humana não tem valor? que a “luz” apenas pertence a eles? – tal e qual quando o céu nasce é para todos.. também todos os segredos serão descobertos.

    1. não é errata ignorante, é mesmo a luz. Illuminati… Aprende umas coisas e já agora, deixa de ir votar por favor, pra bem de todos.

  3. bem visto, se esta noticia chegasse ao povo em geral, por exemplo no jornal da noite rtp1 ou tvi… de certo muitos portugueses nao votariam ps-psd-cds…. noticias destas so mostram um pouco do que se passa por detras da cortina do espectaculo… ja as noticias “reais” ofuscam e sensasionalizam muita coisa…. pena ainda existir muito, mas muito portugues analfabeto…. não é culto, é mesmo analfabeto!

      1. Sim, tem toda a razão a muitos que cá em Portugal nem sonham com isto, só me leva a pensar que há um controlo sério, não percebo muito disto para comentar, mas não sou estupido ou parvo, vivemos numa sociedade dita “livre” então para que serve este tipo de reuniões?
        Não entendo o porquê de não existir uma reportagem sobre isto, ainda para mais quando a alguns anos atrás houve uma reunião do mesmo grupo cá em Portugal, com personalidades que numa vinda “normal” ao nosso país apareceriam nos meios de comunicação social em destaque.

  4. Falam, dizem mal uns dos outros, têm sempre alternativas…, mas afinal comem todos do mesmo prato.
    Enfim… são políticos.

    1. o povo fala fala mas eu sou portugues e digo que o povo portugues é u m povo muito estupido falam mais do que mordem isto so la vai com violencia pura vejam o k aconteceu em paris e o governo teve que ceder se n acontecer o mesmo aqui se lutarmos so com palavras eles enxem o bolso e cagam para a nossa alma ele querem la saber se nao tenho leite para dar a minha menina eles vivem abastados roubando o povo e a serem protegidos pela pid (psp) o passos coelho diz que nao governa em base das manifestacoes entao esta a dizer que nao governanta pelo povo porque o povo é a voz e se ele nao ouve a voz a bem temos que gritar com as maos e com os pe passos coelho e gaspar entre uitos outros k so roubam o pais como esses com reformas milionarias n deixam de ser xupistas PASSOS COELHO OU SAIS A BEM OU SAIS A MAL MAS QUE SAIS SAIS SE OS PORTUGUESES NAO FOSSEM CAGOES JA TERIAS SAIDO.

  5. Vejam o Jornal da Sic de hoje, eles no Jornal da Uma falaram na reunião dos Bilderberg e disseram que o Seguro vai fazer parte da reunião.
    Até achei estranho a Sic falar do Bilderberg.

  6. Imaginemos que a noticia saí na TVI…que choque…impossível…este mundo só pode estar louco…logo de seguida passa o jogo de futebol Portugal X Russia, e já está tudo esquecido…NÓS POVO INCULTO E CRISTÃO TE PERDOA-MOS OS VOSSOS PECADOS ENQUANTO VÓS ELITES NOS MATAM AOS POUCOS,ÁMEN!!!

  7. O Estado esse Grande PATRÃO
    Os empregados do Estado em Portugal existem fundamentalmente para melhor enganar, aldrabar, vigarizar, desviar e roubar o próprio PATRÃO (Estado) em completa legalidade, impunidade e imunidade pois há que precisar que tudo na Constituição Portuguesa (a fazer passar por deficiente mental o maior dos vigaristas) se encontra reunido de uma forma magistral e exemplar para favorecer, beneficiar e proteger em exclusivo os empregados do Estado e em nada o PATRÃO.
    Os empregados do Estado são todos aqueles que recebem uma remuneração em troca de um suposto ”trabalho” na chamada função pública. Ex. : Presidente da Répública, Primeiro Ministro, Ministros, Parlamentares, Secretários, câmaras, juntas, finanças, militares e etc., etc., etc., etc., etc.
    O engraçado e mais estranho e estúpido nisto tudo é que o PATRÃO (Estado) é o próprio POVO que não tem poder absolutamente algum nas decisões da Répública e nunca terão porque a Constituição assim não o permite ao contrário do poder absoluto dos Políticos que mandam de mão de tiranos e cara de Anjos.
    Impossivel de se encontrar PATRÃO mais condescendente, generoso, ignorante e cego.
    Também por isso é que nunca houve não há e nunca haverá melhor ”emprego” que o de ser empregado do POVO (Estado).
    CONCLUSÃO : Temos que acabar completamente e radicalmente com a Constituição Portuguesa e criar uma nova Répública de raíz ou adoptar um sistema político estrangeiro que se saiba funcionar.
    ASSINADO : Aremando Zarpa

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder