A apresentação da candidatura durou 6 minutos. Alguns membros da lista não compareceram e o candidato diz que escolheu mal a equipa.

Com cerca de 149 mil visualizações, o vídeo do candidato do Partido Trabalhista Português (PTP) à Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia está a dar que falar.

Manuel Almeida começa por criticar a RTP, Porto Canal e a Lusa por não “fazerem a cobertura à minha candidatura”. De seguida afirma que “alguns membros da minha lista não compareceram, acho que escolhi mal a minha equipe”. Desculpa-se depois com o facto de ter pouco tempo.

 

Candidato do PTP é gozado no YouTube em vídeo que se tornou viral

 

Em seguida apresenta a sua lista: a filha, o Horácio, um “amigo de confiança”, o seu genro e o seu netinho que é “o meu carequinha lindo”.
Embora com pouca gente, apresentou de seguida a visão da sua candidatura. Começa por dizer que “as minhas perspectivas para esta candidatura é defender a discriminação entre os pobres, coisa que eu não especulo com a discriminação”.

Fala de seguida dos idosos que são “maltratados num lar” e afirma-se como “a voz desse maltrato”, embora não cite nomes. Quer também deixar claro que pretende ir a uma “máquina da verdade”, se existir, para provar a sua identidade.

“O partido é Trabalhista, temos que trabalhar”, afirma Manuel Almeida, dizendo em tom ameaçador a quem não compareceu que “esperem pela resposta”.

Afirma ainda que o “Dr. Madaleno, que é advogado e presidente do partido, não pôde estar cá hoje uma vez que não tinha camisolas e as bandeiras que não foram entregues”, mas que “não é por aí que não ia apresentar a minha candidatura”.
Declara ainda um boicote aos órgãos de comunicação social, dizendo que não vai dar entrevistas porque não quiseram cobrir a sua candidatura dizendo ao Porto Canal que “se quiser uma entrevista vá para a praia filmar”.

 


 

 

Comentários no YouTube

O vídeo, que se encontra no YouTube tem tido bastantes críticas à forma como esta candidatura foi apresentada. Alguns comentários dizem, sempre em tom de gozo, que “boto no bébé ”, “Que sera q tinha a bebida? Com o pessoal do norte nunca se sabe,,,,,eheheheheh mas a filha tem pinta.”, ou mesmo ainda” ou ainda “Só um reparo ao programa eleitoral: a toalha de mesa estava torta”.
Outros afirmam que vão votar neste candidato, “É assim mesmo, as verdades têm que ser ditas… A que votar nesse homem, que ele fala bonito”.

 

Ver
Esconder