Muito se tem discutido acerca das mais-valias e armadilhas do trabalho remoto. Num ano em que inúmeros segmentos de atividade foram forçados a adotar metodologias com as quais não estavam de todos familiarizados, o processo foi tudo menos consensual.

Dizê-lo não é de todo assumir que o seu futuro o será, automaticamente. Afinal de contas, esta obrigatoriedade foi também acompanhada de um imediatismo que levou à constatação de determinados limites. Se muitos assumem atualmente a preferência pelo modelo do trabalho remoto, outros não se abstêm da socialização que advém dos moldes anteriores.

Em algo podemos concordar. A pandemia veio acelerar algumas alterações profundas que já se faziam sentir numa tendência crescente. Invariavelmente, algumas destas terão vindo para ficar. O que significará, então, para a vida e trabalho de escritório conforme o conhecemos até aqui?

O Modelo Híbrido

Uma das soluções apontadas para colmatar as dificuldades do trabalho 100% remoto prende-se com o chamado modelo híbrido. Tal permite ao funcionário fazer parte das suas tarefas no seu ambiente doméstico (ou outro) e outra parte no escritório em determinados dias da semana.

As vantagens deste modelo são óbvias, ao funcionar como um meio-termo de flexibilidade que tenta retirar partido das vantagens de ambas as realidades.

O Direito à Escolha

Cada vez mais uma realidade que aparenta surgir de um mundo idílico. O funcionário opta pelo modelo que mais lhe agrada e o qual lhe confere maior produtividade.

Da mesma forma que alguns estudam ou trabalham melhor em determinada faixa horária e condicionantes, o mesmo se pode dizer do local de trabalho. A sós ou com a equipa presente, o importante passa por manter os funcionários alinhados com os objetivos da empresa.

Escolhas Mais Sustentáveis

Também a sustentabilidade é um fator que beneficia dos modelos de trabalho remoto ou híbrido. Desde a diminuição do montante de papel gasto/desperdiçado, até à eficiência energética que advém de espaços de escritórios menores.

As empresas que se convertem ao trabalho remoto, ou a modelos em que compete aos funcionários optar pelo que lhes apraz podem assim redimensionar o escritório para se adequar às suas reais necessidades. Com tantos espaços livres ou em vias de ficarem disponíveis, é um bom momento para verificar o que existe no mercado de arrendamento online.

Maior Foco no Bem-estar

Certamente já se cruzou com anúncios de emprego que prometem ping-pong, aulas de Yoga, retiros espirituais, pequenos-almoços de luxo e até massagens. Não é necessário desdenhar, pois o funcionário feliz tem tendência a dar mais de si.

Num futuro ideal e cada vez mais próximo, as empresas que melhor tratem os seus funcionários podem até ficar em segundo plano em relação às que “apenas” pagam melhor. Em muitos casos, os dois fatores estão presentes.

Uma Higiene Ímpar

Algo que dificilmente veremos partir será a presença de álcool gel em todas as esquinas e o hábito sistémico de lavar as mãos. Pelo menos assim esperamos, pois o futuro sempre aparentou ser bastante esterilizado em filmes de ficção científica, por exemplo. Se o seu escritório assim se mantiver, já sabe que está no caminho certo!

O quer que o período pós-pandemia traga ao mundo, à vida quotidiana e ao trabalho de escritório em particular, será certamente uma nova realidade erguida com o auxílio da tecnologia.

Nem sempre repleta de vantagens, nem tão-pouco um alvo a demonizar, o futuro do trabalho poderá muito bem representar maior disponibilidade para a vida familiar, opções saudáveis e um revitalizar do ambiente. Aguardemos para ver que profecias se concretizam.

Ver
Esconder