O Tugaleaks é um órgão de comunicação social social verdadeiramente independente. Não temos qualquer publicidade no site. Consulta aqui o nosso relatório de transparência mensal.

Envia a tua denúncia anónima aqui

São vários os problemas na CP. Desde comboios suprimidos, aos Alfa do verão passado que colocaram em risco a vida dos passageiros. Mas nunca antes se tinha falado do “online”.

A CP – Comboios de Portugal tem somadas no Portal da Queixa uma grande quantidade de reclamações. Em números, das 1031 reclamações efetuadas apenas 76 foram resolvidas. Mas poucas delas falam do site da CP, www.cp.pt, onde comprar um bilhete pode ser uma verdadeira aventura.

Tito de Morais, criador do site Miudossegurosna.net, ficou sem o dinheiro pelo menos durante cerca de uma semana em teoria, quando, publicou no seu Facebook um alerta para não comprarem bilhetes da CP no site online.

Conta que “resolvi ligar para a Linha CP: 707 210 220 (0,10€/min + IVA). Como tenho registo feito no site da CP o operador telefónico rapidamente consegue identificar o que aconteceu e informa-me que o reembolso será feito no prazo de 5 a 7 dias úteis e que posso comprar novo bilhete. Como tal não me resolve o problema – fiquei sem dinheiro e sem bilhete e não me apetece ficar novamente na mesma situação”.

Teve que ligar para uma linha da CP que não é gratuita e falar com um supervisor que lhe disse que tinha que esperar, conforme se vê no seu post do Facebook:

 

Talvez porque nos minutos seguintes o Tugaleaks contactou  a CP ou por mera sorte, foi-lhe devolvido o dinheiro em dois dias. E comprou novamente o bilhete. O da chamada esse, ficou na memória (e no saldo do cartão). 

Fonte da CP indicou ao Tugaleaks que a “situação está relacionada com erros de comunicação entre sistemas” e que “no sentido de minimizar o efeito destas situações, a CP implementou um mecanismo de verificação automático. Caso ocorra um erro, o sistema efetua a devolução automaticamente ao Cliente. No entanto, a disponibilização do dinheiro na conta do Cliente depende das entidades bancárias e não da CP, uma vez que se trata de pagamentos por cartão de crédito – por norma o prazo é de 5 a 7 dias úteis, dependendo da entidade bancária em causa. Estes prazos dependem única e exclusivamente da entidade emissora do cartão, não sendo permitida qualquer interferência da CP”.

 

Aplicação mobile também com problemas

Foi dias depois a vez de Flávio Nunes, Jornalista do ECO, escrever no Facebook, ao tentar fazer uma compra na app online da CP, que “a aplicação da CP até podia ser um ponto forte numa empresa que é uma desgraça. Mas não. A aplicação também o é. E não me venham dizer que não há dinheiro – aqui, é mesmo incompetência”.

Acabou por ser atendido na bilheteira. Mais uma das várias queixas sobre pessoas que utilizam a CP online e ficam tudo menos satisfeitas:


 

 

Os bons exemplos

O site da Rede-Expressos cativa o lugar durante 30 minutos, terminando a compra em si. Só depois, colocando o método de pagamentos, é que garante a cativação até à hora de embarque. Ou seja, um método diferente da CP para efetuar compras que, numa pesquisa feita pelo Tugaleaks, tem muito menos falhas.

Estamos em 2018 e o canal online da CP parece tudo menos perfeito. Uma empresa pública, com vícios públicos.

 

Tens alguma denúncia para enviar ao Tugaleaks?
Podes clicar aqui e fazer isso de forma anónima!

Foto: Publico

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *