CRH fecha as portas, mas abre janelas!

O Grupo CRH presta serviços em regime de Outsourcing para dois dos maiores grupos empresariais em
Portugal, o Grupo Portugal Telecom e ZON, e “vai fechar as portas”.
Estes dois grupos dão trabalho a mais de 2000 trabalhadores das Empresas CRH SGPS.
Apresar de ter sido apenas a Empresa do Grupo (CRH – Consultoria e Valorização Rec. Humanos, Lda)
declarada insolvente pelo Tribunal do Comércio de Lisboa em 30 de Novembro de 2010, temos a informação
que todo o Grupo CRH vai fechar as portas.
Relembramos que o Grupo emprega mais de 3000 trabalhadores.

Este foi um comunicado do SINTTAV um sindicado ligado às telecomunicações. Download do comunicado completo aqui.

Após investigação, o Tugaleaks descubriu que:

  • os trabalhadores temporários da CRH temporários estão a ser despachados no final do mês
  • os trabalhadores efetivos da CRH estão a obter novos contratos por uma empresa chamada Newspring

O Tugaleaks estranha esta situação. Existem trabalhadores temporários que valem mais que os definitivos em termos de competências e resultados, bem como o contrário. Por isso, decidimos ir mais longe.

Uma pesquisa no Google revela que a Newspring é a mesma empresa do grupo ou que o  Grupo CRH.
O site do Portal da Justiça confirma a situação:

A CRH, SOCIEDADE GESTORA DE PARTICIPAÇÕES SOCIAIS S.A. existia e teve insolvência. A 18-05 é criada a empresa NEWSPRING – GESTÃO DE OPERAÇÕES, S.A. ou seja, também uma sociedade anónima.

O Tugaleaks tem informação de vários trabalhadores contactados para esta situação.

Nesta noticia vemos que vai haver dilatação de pagamento aos criadores, possivelmente também às empresas a que devem. Neste caso criando uma nova empresa e tendo a “velha empresa” como insolvente, evitam o pagamento total de dívidas.

Será que foi uma insolvência ou uma reestruturação com lavagem de dinheiros misturada?
O mistério fica no ar e o Tugaleaks fica atento.

Comentários

23 Comments

  1. Era bom se fosse verdade o que dizem ai sobre os efectivos! trabalhei para empresa quase 3 anos como efectivo ! despediram-me este mês e muitos dos meus colegas de outras lojas. Mantendo à mesma os actuais responsáveis por toda essa situação na empresa, é cometer o mesmo erro duas vezes!

  2. É isso mesmo joão, também trabalhei para a empresa dois anos com contrato efectivo e despediram-me sem dar aviso prévio sequer, dizem k devido ao processo de insolvência que não dao pre aviso. É chato pois tenho filhos pequenos e ficar desempregada tendo um contrato efectivo sem haver uma justa causa é uma situação um bocado parva.

  3. . não houve sequer a abertura de processo disciplinar nem nada. cheguei ao meu local de trabalho como sempre e levaram-me a empresa e lá disseram-me que "O Cliente" me tinha despachado. Ou seja, trocando por miudos, disseram que a empresa a que eu presto serviços não me queria. Se o problema era outra empresa porquê o despedimento???

  4. No meu contrato tenho mais de 20 locais de trabalho porque não fui deslocada novamente? perguntei e aí é que me disseram que há e tal… a crh devido `a insolvência está a cortar nos funcionários… E metem pessoal com 15 dias de formação no meu lugar???????? É realmente uma situação triste

    1. fui no outro dia á inspecção do trabalho e se nós quisermos podemos fazer queixa pois uma empresa em insolvencia, pode despedir mas nunca pode contratar gente para o nosso lugar. agora é conosco.

  5. A crh/newspring despede funcionarios efectivos e emprega uns quantos com contratos de formação… Realmente não entedo, dizem k a empresa fexou e devido a isso que estão a despedir o pessoal então porque é que uns ficam e outros vão? E agora? Pagam indeminização/ferias/subsidios, etc? Ou só há dinheiro para manter os empregados novos e os que não despediram ainda?

  6. eu fazia parte dos novos formandos, e apesar das promessas de um contrato apos os 2 meses, também vim para a rua que me lixei, e sem saber se me pagam ou nao….

    1. Eles vão te pagar o que trabalhas-te agora eu… tenho, 2 anos de ferias não gozadas por receber, subsidios de ferias, 2 anos de casa para receber indeminização, 1 mes de multa que têm de me pagar por falta de aviso previo, meio mÊs de trabalho que não me pagaram ainda e mais subsidios de natal etc… tudo isto por 2 anos a dar a eles para eles não me darem nada. grande recompensa. a empresa apenas diz que o administrador da insolvencia vai entrar em contacto um tal e antonio seabra, ainda nao vi nada….

      1. Eu sou outra igual. Na passada semana chamaram-me (3ªfeira), é para avisar que apartir de sexta já não és precisa, rescindimos o teu contrato de trabalho. Questionei o motivo, porque não fazes falta à equipa onde estás inserida, e porque temos que reduzir efectivos. Sendo que a entidade onde estava colcoada garantiu que nunca viria para a rua, pois necessitam cada vez mais de funcionários. Trabalho com eles à 2 anos, à 13 meses nesta empresa. Até agora ainda não recebi qualquer carta em casa, sim porque não assinei na hora, pedi que enviassem pelo correio. Estou na mesma situação, não sei o que pagam, como pagam e se pagam.

        1. vai ao tribunal de trab fazer keixa deles,pk eles nao podem fazer isso—eu ja os meti em tribunal pk nao me pd despedir e meter alguem n meu lugar…vai tratar dixi o qt antes

        2. eu estou no mesmo barco que voçes, tenho 4 anos de efevtividade.
          O concelho que vos dou foi o que fiz arranjei um advogado na segurança social e meti a empresa em tribunal.POrque no meu caso ficou uma empresa nova a manpower ou seja é agora responsavel por nos, nao demora é rapido e vao buscar os vossos dieitos

  7. eu tambem trabalho para a CRH a semana passada dixerem q se nao vendexe vinha para a rua ja la tou a 1ano…de bestial passei pa besta…
    e seg parexe a nova empresa ainda nem existe….

  8. eles têm k te pagar o ´pré-aviso que não deram, tinhas direito a 30 dias ou seja enviam-te as carta com 30 dias de antecedencia se for como eu enviam-te a carta a dia 30 de junho, recebes a carta dia 1 de julho e é esse o teu ultimo dia, quer dizer k não te deram pre aviso. é esse ordenado mais os anos de casa, mais os subsidios de ferias e as ferias que nao gozast´mais subsidio de natal e restantes creditos ( comissões que tenhas a receber etc) vai ao google e peskisa artigo lei nº360 do codigo do trab tens la td…

  9. Fui seleccionada recentemente para uma formação da CRH para a Zon.Durante o fim-de-semana meti-me a pesquisar sobre a CRH e descobri que a epresa estava em insolvencia.
    Na sessão de exclarecimento informaram que a formação durava três meses.Eu fiquei bastante apreensiva, pois é muito raro a formação durar tanto tempo! Depois de ler isto tudo ainda mais apreensiva fiquei!Será que devo continuar, ou desistir já no inicio?

  10. A novidade desta empresa é descontar no valor das comissões cerca de 30€/ mês durante 6 meses, com a justificação de que desapareceram equipamentos das lojas Zon e os trabalhadores são os responsáveis. Estes supostos equipamentos desaparecidos são de 2010, para 2011 já há equipamentos desaparecidos, o que leva a crer que esta taxa vai-se manter para sempre.
    Como os contratos de trabalho não referem os prémios, a empresa CRH e a Zon alteram as regras de comissionamento e aplicam penalizações monetárias sobre este valor.
    A pressão para as vendas e o atingimento de objectivos continuam a ser enormes. Agora com a agravante de que ao fim do mês são menos +/- 30€ na conta.
    Uma atitude desta escala e o facto de a empresa atravessar um processo de insolvência só me leva a acreditar que são os trabalhadores a pagar a má gestão.

  11. Joana estou na mesma situacao. Á duas semanas que estou em formacao e no total serao 9 semanas de formacao da CRH para a PT. E após me terem dito no local de trabalho que a CRH estava em insolvencia fiquei apreensivo. A minha duvida é a mesma que a tua, devo de continuar? Já celebrei contrato de formacao, mas o curioso foi nao me ter pedido mais nada (NIB, etc). Espero que me paguem porque nao ando a trabalhar para aquecer. Mais alguem nesta situacao?

  12. Diogo, a mim já me pagaram uma pequena parte da formação por transferencia. Já estou a atender, apesar de ainda não ter assinado o contrato de trabalho.As más práticas laborais são gritantes, por isso estou a ponderar seriamente em sair na final deste mês.
    Imagina candidatares-te a uma carga horária e passadas 3 semanas de formação dizerem que essa carga horaria não esta disponivel.Ou fazes mais 2h ou menos 2h!!!!
    As horas de refeição, não são fixas.Flutuam ao gosto dos supervisores.São eles que autorizam os operadores a ir à refeição.Tenho conhecimento de pessoas que ficaram 5-7 horas sem comer!!!!
    Fui colocada a atender sem ter tido formação prévia de aplicações informaticas!
    O modelo de negocio da Zon propicia estas situações.Ao colocar na mesma campanha de atendimento vários Prestadores de Serviços cria uma pressão exagerada que leva a ineficiência.

  13. O resultado final acabou por ser a venda do negócio CRH à Manpower. A Manpower (obviamente) comeu a carne e deixou os ossos! A CRH ainda tentou criar a Newspring mas creio que não tenhe viabilizado a solução talvez por falta de parceiro investidor (chegaram a propor uma injecção de capital aos trabalhadores, sobre a forma de participação no capital da empresa!). O que penso é que o individuo que adquiriu o grupo CRH (creio que por mero exercício financeiro), terá sido aconselhado a afastar os administradores, que até então presidiam ao CA, por, de facto, gerirem de forma danosa mas, em substituição, colocou (sem saber!) individuos (os conselheiros) que nada sabiam da arte de gerir e não se coibiram de receber ordenados chorudos, viaturas de serviço de alta cilindrada, e gerir a empresa como empresa de tachos para os amigos. Quando assim é, a gestão passa para segundo plano e, ao revés de agir, reage-se… desta foi tarde.
    Parabéns ao Sr. Carlos de Oliveira que, pela sua capacidade, ainda conseguiu safar algumas "cabeças da manada", lamentando apenas a (imagino!) brutal perda financeira que terá sofrido com este exercício.
    Quantos aos recentes administradores (referindo-me apenas a alguns, pois houve que fosse competente) tenho a dizer, Bem Vindos ao Mundo Real, em que sobe e ganha quem mostra competencia! (tocaram no Céu e não souberam aproveitar!

  14. Excelente comentário do observador!
    Realmente era notório, ao olhos de todos, que a CRH jamais iria conseguir sair do buraco!!! Porquê? Simples! Tinha na direcção e administração um bando de gente burrinha, sem formação, competência, brio profissional e que não respeitava o trabalhador!
    Esta cambada de gente vil e imcompetente apenas tinha um objectivo: encher os bolsos à custa de ordenados super chorudos e exibir os bens materiais (carros de alta cilindrada) e gostavam de ter o poder sobre os ditos "pequeninos" (a massa forte da empresa que gera o dinheiro para pagar a estes chulos dos directores).
    Já diz o ditado "Quanto maior a subdida maior a queda". E que queda tiveram esta manada de anormais que geriram a empresa como se tratassse da sua cozinha!
    Aprendam como os erros (alguns são tão básicos que dificilmente aprendem o que quer que seja).

  15. Só a CRH? E as outras do Grupo Randstad???? Essas só conservam temporários burrinhos, manipuláveis, gajas e gajos boas/bons (na concepção de quem selecciona/recruta) sem grande instrução, poucos escrupulos, capazes de umas boas quecas. O ultimo trabalho temporário por uma dessas empresas – “TEMPO-TIME” – só o consegui porque após a prova de sinónimos (30 questões) consegui, nem eu sei como, saber os resultados: meus e das outras candidatas.(duas com licenciatura, alem de mim). Sem surpresa tive 98% de respostas certas, pois estava ciente de que uma das respostas deveria estar errada. Mais tarde, após o telefonema de admissão na formação da Zon, apercebi-me que só me apuraram porque tambem apuraram as “gajas boas” de outras nacionalidades e raças com 30% de respostas certas no tal teste eliminatório.
    Durei nas funções 5 meses. Após me terem elogiado como a melhor operadora de 1ª linha técnica daquele mês, comunicam-me horas depois que o contrato termina no fim desse mês por falta de trabalho. As “gajas boas” continuaram ao serviço! Uma delas, estrangeira, começou a andar “enrloada” com um supervisor!!!E faz bom proveito: nas “formações” era ela a única que parecia ter nascido ensinada. A matéria nova ou produto novo, ela já sabia sempre tudo sobre o assunto mesmo antes de toda a gente. Um dia por brincadeira perguntei se po pai ou a mãe pertenciam á Administração da Zon porque ela parecia que advinhava as coisas antes delas acontecerem. Claro, mais uma ou duas destas e …pontapé no meu “rabo”.

  16. Curioso, uns anos antes a CRH teve um projeto piloto para trabalhar com uma telco de adsl, em que participei, e perdeu o negócio, na altura pela maneira desorganizada como tudo correu, decidi não ter mais nada a ver com a CRH e até tinha boas referencias pelo menos disseram ter gostado do meu trabalho, por vezes temos instintos que nem sabemos explicar e mais tarde descobrimos pq!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder