Todos os dias se fala na “Dívida”. Mas afinal, o que é isto da “Dívida”? Que “Dívida” é esta que não sabemos como contraímos?

O anúncio é feito no Facebook: “Democracia e Dívida” voltam às ruas. Será já no próximo dia 19 de Maio, no Largo das Fontaínhas em Alcântara, Lisboa, num debate que será facilitado por Evelyn Houard, Rui Viana Pereira e Vítor Lima.
Já em abril este grupo de pessoas tinha marcado presença no Largo do Carmo para discutir estes mesmos assuntos: a dívida e a democracia.
Mas, ao contrário do evento anterior, este terá provavelmente outro sabor. Faz amanhã dois anos que no Rossio se iniciou um acampamento denominado de “Acampada Lisboa” que ocupou o Rossio durante cerca de duas semanas.

 

Debate sobre a democracia e a dívida este Domingo, no aniversário da Acampada Lisboa

 
Muitas pessoas ainda se recordam, presencialmente ou não, daquele momento. Como relata o blog do grupo Democracia e Dívida, a ocupação “decorreu sobre influência das Primaveras Árabes, da Geração à Rasca (12M) e do 15M Espanhol. Perante a ameaça da Troika (o original do Memorando de Entendimento foi assinado a 17 de Maio) e com as eleições Legislativas à porta (5 de Junho)”.
O debate, a realizar-se no Largo das Fontainhas (Alcântara, Lisboa), amanhã das 11h às 13h, conta com a mediação de Evelyn Houard, Rui Viana Pereira e Vítor Lima.
Este grupo “surgiu no final do mês de Março de 2013 quando um conjunto de activistas dos movimentos sociais portugueses consideraram importante trazer a informação sobre a Dívida directamente para o centro do espaço públic”. Esta sessão destina-se “todas as pessoas que quiserem comparecer, que tenham dúvidas e pretendam saber mais sobre a “Dívida” bem como a todas as pessoas que queiram participar mais activamente em iniciativas com ela relacionadas (auditoria, acções de divulgação e sensibilização, etc.)”

 

Evento

(amanhã, 11h, Largo das Fontainhas)

Site | Facebook

Ver
Esconder