Hoje em dia, poupar eletricidade é uma preocupação para todos nós, não só para evitar surpresas negativas no final do mês, mas também para fazer a nossa parte e preservar o ambiente.

Para isso, alguns hábitos devem ser revistos e alterados. Criar o hábito de desligar as luzes ao sair dos quartos, retirar aparelhos elétricos das tomadas quando não estiver a ser utilizado e otimizar a utilização dos seus aparelhos estão entre algumas práticas que o ajudarão neste caso.

Neste artigo, definimos as principais causas e erros que devemos evitar para combater o desperdício energético em casa. Continua a ler!

 

1.   Abrir e fechar o frigorífico várias vezes

O frigorífico é um dos aparelhos com gastos mais intensivos em energia numa casa. Como se tornou um dispositivo indispensável para a nossa vida hoje em dia, é importante prestar atenção e otimizar o seu uso para reduzir o consumo de energia.

Evite abri-la várias vezes ao preparar as suas refeições e opte por remover tudo o que necessitar de uma só vez. Elimine também o hábito de abrir o frigorífico e pensar no que pretende apanhar e evitar armazenar alimentos quentes no interior para não sobrecarregar o motor do frigorífico. Algumas avarias comuns podem fazer com que arcas congeladoras gastem ainda mais energia, especialmente se for de um modelo antigo ou tiver um problema de funcionamento.

2.   Utilizar os aparelhos de forma errada

É sempre bom repensar e otimizar a forma como usa os teus aparelhos para não desperdiçar energia. No caso da máquina de lavar roupa, por exemplo, utilize-a apenas quando a puder encher com roupa. Hoje em dia muitos têm programas rápidos que também podem ser aliados na poupança se as suas roupas não precisarem de uma limpeza pesada. O mesmo vale para a máquina de lavar louça, que também pode contar com diversos programas de funcionamento que te ajudam a adaptar o uso ao seu dia a dia.

Com ar condicionado, é importante ter cuidado para não usá-lo com as janelas do ambiente abertas. Outra dica é evitar desligá-lo quando estiver fora por um curto período de tempo, porque ligar e desligar a curto prazo sobrecarrega o motor e faz com que ele consuma mais energia.

1.   Evite eletrodomésticos muito antigos

Os eletrodomésticos mais antigos tendem a consumir muito mais energia do que os aparelhos mais recentes. Isto porque os mais recentes têm tecnologia e programas melhorados, permitem adaptações em uso e ainda funcionam de forma mais eficiente. Muitas vezes, o custo para manter um dispositivo deste tipo também pode sair muito mais caro do que investir num novo modelo. Investir na manutenção preventiva também pode evitar reparações dispendiosas. Procure sempre uma empresa especializada em manutenção e reparação de aparelhos e que funcione com peças certificadas originais e profissionais.

Além disso, para poupar na troca de um eletrodoméstico antigo por um novo, ofereça o seu aparelho para oficinas e reparadoras. Muitas delas costumam pagar por eles (se estiverem em bom estado de conservação e sem avarias internas) para retirar peças para conserto.

Ver
Esconder