Duas pessoas nos Estados Unidos foram acusadas de lavagem de dinheiro. Foram ambas detidas no final de semana passada, afirma o Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

A troca de Bitcoins é comum na Internet. Não só de Bitcoins mas também de Skrill (Moneybookers), PayPal e tantos outros sistemas online. E a troca é relativamente simples: uma Birtcoin vale X, e podes dar dinheiro para a trocar. Depois da troca, é “depositado” na tua “conta” (virtual) de Bitcoin o dinheiro que trocaste.

Segundo informações dadas pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, dois homens foram detidos pelo facto da troca ter originado compras no Silk Road relacionadas com o de tráfico de droga.
Charlie Shrem, de 24 anos, CEO do Bitinstant e Robert Faiella de 52 anos que troca Bitcoins no “underground” da Internet como BTCKing, foram detidos no Aeroporto de Nova Iorque e na sua residência em Cape Coral respectivamente.

 

spending-bitcoins

 

A acusação revela um esquema de cerca de um milhão de dólares em Bitcoins que foram usadas no mercado de droga que se verificava no Silk Road, um site fechado no ano passado e que era o maior “mercado underground” da Internet. Naquele site encomendavam-se armas, drogas e outros serviços.

A empresa de Charlie Shrem,, Bitinstant, recebeu recentemente 1.5 milhões de dólares da Winklevoss Capital, empresa gerida pelos irmãos gémeos Tyler e Cameron Winklevoss, famosos por dizerem que Mark Zuckerberg lhes roubou a ideia do Facebook.

Hoje em dia, em média, uma Bitcoin vale cerca de 800 dólares, cerca de 580 euros.

 

Multibanco de Bitcoin Português

A moeda virtual Bitcoin tem-se tornado muito popular nos últimos meses, principalmente depois do fecho do site Silk Road. Esta moeda, pode vir a ter um multibanco, feito por uma empresa Portuguesa, instalado em Nova Iorque.
O pioneiro, que terá a primeira máquina de Bitcoin nos Estados Unidos, está apenas à espera da autorização.

Ver
Esconder