A empresa Eurest, responsável por 400 refeições diárias de alunos numa Escola Básica na Linha de Sintra, serve comida insuficiente e mal confeccionada, acusa pai de criança.

O caso remonta à semana passada. Na ementa da Escola Básica Integrada Rainha Dª. Leonor de Lencastre é indicado que para o dia 24 de Outubro o prato é “Solha grelhada/gratinada com batata e feijão-verde cozidos”. Além disso, os vegetais são milho, pimento e tomate e há ainda Sopa Camponesa. A realidade é outra.
Segundo uma foto publicada no Facebook, a Solha é manifestamente insuficiente, existem apenas duas metades de batata e o feijão verde parece ter ficado noutro lugar que não o prato da criança.

 

Escola do ensino básico serve comida “manifestamente insuficiente” e “mal confeccionada”

 

A denúncia é feita por um pai no Facebook, dizendo que “parece que vou ter de pagar 3 senhas de almoço por dia para ele poder ter uma refeição decente na Escola”, “uma vergonha”.
O aluno, que entrou na escola às 8:15 e saiu às 16:45, teve, segundo o pai contou ao Tugaleaks, uma “porção de comida” que é “manifestamente insuficiente, além do mau aspecto da mesma, que me parece mal confeccionada”.

Esta não é a primeira situação que acontece, mas tem piorado este ano lectivo. A chamada “crise” pode estar em causa, mas Óscar neves, encarregado de educação de uma criança do ensino primário, diz que a escola pouco faz sobre esta situação: “tentei contactar a escola noutras situações, como roubos no ginásio ou cedência do pavilhão para um evento desportivo, mas os assuntos que pretendia nunca foram aceites, sei de pais que contactaram a escola sobre o assunto comida e a resposta foi que os alunos não são obrigados a comer na escola“.

O mesmo não se pode dizer dos alunos carenciados, pois uma refeição na escola custa 1.46EUR mas há alunos que pagam metade e mesmo alunos que têm a refeição gratuita. A questão é, que refeição?

Embora Óscar neves diga que “seja em que situação for o meu filho leva sempre uma sandes ou fruta para a escola, pois passa lá imenso tempo por dia” adianta que “mas também tenho conhecimento que não é assim com a maioria dos alunos”.

O Tugaleaks contactou a Escola Básica Integrada Rainha Dª. Leonor de Lencastre, que fica em São Marcos – Cacém. Além dos nossos pedidos de resposta não terem sido respondidos, o nosso contacto telefónico com a escola foi feito com a Adjunta da Directora, que se recusou identificar, e que nos indicou que “temos que responder aos nossos superiores hierárquicos”.

Já a Eurest Portugal afirma que “a Eurest Portugal está a cumprir escrupulosamente o que está previsto no contrato de prestação de serviços ao Agrupamento de Escolas D. João II (do qual faz parte a Escola Básica Integrada Rainha D. Leonor de Lencastre)” e que “a Eurest não recebeu nem teve conhecimento de qualquer queixa ou reclamação por parte da referida escola em relação ao serviço prestado. Todas as cerca de 400 refeições que a Eurest serve diariamente nesta escola incluem obrigatoriamente sopa, pão, prato principal, com legumes ou salada, e fruta ou doce”.

Adianta ainda que “ma vez que tem consciência que a alimentação e a nutrição têm um papel fundamental para o crescimento e aproveitamento escolar das crianças e jovens, a Eurest está a analisar esta situação pontual e estará sempre disponível para avaliar qualquer reclamação ou queixa por parte dos seus Clientes”.

 

Vídeo mostra douradinhos “estranhos”

O Tugaleaks está também na posse de um vídeo, tirado na mesma escola, em que é visível um douradinho mal confeccionado. O aluno tenta durante várias vezes dar com o douradinho no prato para se partir ou para simplesmente notar-se “amolgado”. Tal não acontece ao início.
Mesmo assim, no prato vê-se mais uma vez uma porção de comida pequena.

Comentários

13 Comments

  1. Não só se vê a qualidade da refeição como também se vê a educação que os vossos filhos adquirem juntamente com os progenitores.

  2. Ao ponto que esta macacada chegou,a crise é desculpa para tudo.Claro que a empresa quanto mais poupar mais ganha as criancinhas que se aguentem,que comam em casa.Não são com certeza os filhos dos empresários e diretores de escola que lá comem.Responsabilizações não existem naturalmente.

  3. Os Pais é que são culpados , pagam Impostos a toque de caixa e ainda andam a pagar a criminosos para lhes darem lucros indevídos .

    Abram a pestana , não basta descarregar os gaiatos nas escolas todos os dias e depois no fim colher o que plantaram .

    O que se passa dentro das salas das escolas devia ser filmado e tornado público .

    Quem paga Impostos para tudo e para nada tem Direito de ter condições mínimas no século XXI .

    Portugal está a ficar como África antes de 1970 , não se queixem se aparecer uma guerra civil um dia tal como a que apareceu por lá para correr à catanada com os brancos que pilhavam os negros .

    Desta vez é entre brancos !

    Triste , pois os que podem fazer leis a seu favor metem os filhos a comer Lagosta todos os dias e com tudo do melhor , já que só as despesas de telemóvel que recebem servem para isso e são mais elevadas que um bom ordenado quer seja no privado ou público .

    Bando de Delinquentes a Governar esta coisa pequena que só daqui a 20 anos se vai ver os estragos que fizeram a 99 % de Portugueses .

    Acordem para a realidade !

  4. então? e sopa jovem não comes? e a fruta também não te apeteceu tirar? é só gozar com o trabalho dos outros?

  5. Acho muito bem. Se querem comer bem que comam em casa. Isto tem que ser como no tempo do grande Salazar uma sardinha para uma familia inteira nunca fez mal a ninguem.

    1. Se fosses para a puta que te pariu é que fazias bem, esse tipo de mentalidade enquanto não desaparecer de Portugal isto não vai andar para à frente, omfg uma sardinha por cada família? men, qualquer dia chegamos (isto se o planeta terra ainda existir até lá) ao séc. XXIX e ainda o “Fantasma de Salazar” ainda não saiu de Portugal por amor de deus! Tu achas mesmo que alguém que foi um herói a “fingir” da nação até 1945 devia continuar a ser visto em 2013 como tal? um verdadeiro herói da nação, aceita que o povo critique e dê a sua opinião para ajudar o governo a melhorar as condições do pais, mais depressa chamo eu Salazar a estes novos “3” que estão sentados no governo em que um deles já demonstrou a saida de uma universidade que não gosta da existência da informação livre! http://www.youtube.com/watch?v=6V_JDyNeTbw não me filmas a cara? quem tem cú tem medo! e este “Passos Lebre” sinceramente é apenas mais um a dizer que não tem culpa do governo anterior que lá esteve, meu deus esta deve ser a 1000 vez que os portugueses ouvem isto! :O atão mas que CULPA TEM OS PORTUGUESES DE TERMOS SIDO LIXADOS NO PASSADO? SE METEMOS O VOTO NAS PESSOAS QUE LA TIVERAM ELAS TRAIRAM A NOSSA CONFIANÇA CARALHO! NUNCA DEVIAMOS TER DEIXADO O ESCUDO PARA TRÁS ESPERTOS FORAM OS INGLESES! MERDA PAH DEIXEM DE VOTAR NO PS E PSD MAS O ZÉ POVINHO NUNCA APRENDE? DASS

  6. ESCOLA SECUNDARIA DE VALONGO

    Situação que presenciei há uns dias:
    Embalado ou não o pão que os alunos não comem que vem nos tabuleiros é reutilizado!!!! Uma funcionaria da equipa da cantina retirou aproximadamente 6 pães dos tabuleiros que estavam na “triagem” para serem lavados e colocou-os no cesto do pão da cantina! É uma falta de higiene de todo o tamanho porque nem eu nem elas sabemos por onde andou o pão, os involcros são perfurados, o que significa que não é 100% higiénico. Uma vergonha para um estabelecimento de ensino com aquela quantidade de alunos.

  7. Tenho a dizer que já comi em várias cantinas da eurest e fui sempre bem servida. a culpa disto acontecer não deverá ser inteiramente da empresa mencionada…

  8. Podiam postar aqui os contratos entre o estado e estas empresas.e empresas de limpezas…e quanto recebem os explorados,enquanto k o afilhado de sua exclencia e k enxe o bolso…este tipo trabalhos deviam ser geridos diretamente pelo estado.
    Uns comiam criancias,estes comem o pequeno almoco delas.lol

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder