Se tiver a aplicação do Facebook instalada no seu smartphone, cuidado com a última actualização. O Facebook consegue ouvir as conversas ou o com que está a ouvir.

Falar da NSA espiar em todos nós ou da Wikileaks divulgar informações que os governos escondem não é comparável, de todo, ao que o Facebook está a fazer.
Está já em marcha a função do Facebook, na aplicação distribuída para vários smartphones,  que permite a esta rede social escutar as tuas chamadas de voz.

Na realidade não “escutam” em tempo real. Guardam o som do microfone do smartphone. E para quê? Para identificar séries de televisão ou outros momentos “públicos”, incitando posteriormente o utilizador a partilhar este momento na rede social.
Esta identificação já é possível actualmente com as fotos: o Facebook sugere (ou pergunta) se queremos fazer “tag” de uma pessoa, caso a cara dessa pessoa seja identificada pelo Facebook como um dos nossos amigos.

Esta informação já foi confirmada pelo próprio Facebook; segundo um comunicado emitido recentemente, embora “não seja guardado qualquer som” a empresa pertence arquivar a informação obtida pelo som.

 

Consequências do que o Facebook pode ouvir

Confiando, em boa fé, na informação de que rede social não irá usar estes dados ou disponibiliza-los para terceiros, podíamos eventualmente ficar descansados. Por outro lado, a nossa privacidade pode estar em risco. Desde a medicação que tomamos, aos desabafos, aos casos de traição até ás tentativas de suicídio, o Facebook pode saber de tudo – e partilhar esta informação com quem quer que seja.

 

 

facebook-sunglasses

 

 

Eles gravam os dados…

MoMo Zhao, respresentante do Facebook, confirma: “se uma identificação positiva [sobre séries televisivas ou outros exemplos públicos] for feita, os dados são gravados, mas todos os dados são anónimos”.

Por outro lado, o Facebook não quis comentar sobre o facto de guardarem ou não os dados caso não seja encontrada nenhuma identificação positiva.

 

Existe já uma petição online com mais de 555.000 assinaturas. O objectivo é chagar Às 750.000. Nesta petição é possível ler-se que a aplicação do Facebook “é uma ameaça à nossa privacidade”.

 

A alternativa, para quem não quiser usar a aplicação, é usar a versão mobile a partir de qualquer browser de smartphone, disponível em m.facebook.com.

 

Assina a petição

Ver
Esconder