O Tugaleaks é um órgão de comunicação social verdadeiramente independente. Não temos qualquer publicidade no site. Consulta aqui o nosso relatório de transparência mensal.

Envia a tua denúncia anónima aqui

A Fertagus, operadora da infraestrutura SulFertagus, colocou em causa a segurança dos passageiros. A potencialidade para um acidente rodoviário aumentou drasticamente.

É uma das PPP que se pode dizer terem sido bem sucedidas: finanças à parte, é um serviço que funciona a horas, os comboios estão cuidados e a satisfação dos clientes é, na generalidade, grande.
Mas, quanto ao serviço terrestre, o caso muda de figura.

A Fertagus opera o serviço SulFertagus, um serviço de 43 autocarros que transportam pessoas de cinco estações de comboios da margem sul para destinos fora do local onde o comboio passa: Pragal, Corroios, Foros de Amora, Fogueteiro e Coina.

A forma como estes autocarros operam, embora se tenha apurado serem operados por outro operador, mas com a marca Fertagus, é outra história completamente diferente.
São frequentes as queixas de máquinas de validação avariadas, autocarros velhos ou do ar condicionado que não funciona e frequentemente trocado pelo “ar” da solfagem.

Agora, as queixas tomaram outro nível e preocupações mais alarmantes.

O Tugaleaks teve acesso a um vídeo da operação de um autocarro onde, devido à falta de ar condicionado e ao calor que se fez sentir há alguns dias, viajou com as portas da frente abertas.

Esta situação pode levar a que uma criança ou até um idoso caiam facilmente para fora do autocarro, criando um acidente totalmente evitável.
A potencialidade do risco de acidente aumenta exponencialmente.

O Tugaleaks presenciou a situação e obteve um breve vídeo que comprova a falta de segurança do autocarro:

 

Contactada a Fertagus, fonte oficial adiantou que “o serviço SulFertagus é realizado pela empresa Transportes Sul do Tejo, em regime de prestação de  serviços à Fertagus, pelo que os elementos que nos enviou já foram objeto de reenvio para essa empresa, para efeitos de averiguação do sucedido”.
Sobre o incidente e a gravidade do mesmo, apenas informaram que “lamentamos a situação descrita, pelo que solicitamos, igualmente, de imediato, medidas corretivas para que tal não volte a suceder”.
Ficaram no entanto muitas perguntas por responder, como por exemplo o investimento feito no serviço SulFertagus.

O Tugaleaks irá continuar a acompanhar a situação de perto em busca do aumento das condições dos transportes da área da Grande Lisboa.

 

Conheces outras situações que merecem ser denuciadas?
Envia aqui a tua denúncia anónima. 

Foto: Fertagus 

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder