O Tugaleaks é um órgão de comunicação social verdadeiramente independente. Não temos qualquer publicidade no site. Consulta aqui o nosso relatório de transparência mensal.

Envia a tua denúncia anónima aqui

A PSP foi fortemente criticada pelo sindicato que expôs a situação no Facebook. A festa da GNR não é para todos, apenas para “vips”.

De acordo com o Sindicato Unificado da Polícia de Segurança Pública, a PSP cortou folgas a agentes da PSP para guardar carros no Largo do Carmo.
Num total de 4 agentes, os mesmos foram destacados para guardar carros no passado dia 17 de dezembro de 2018, enquanto se fazia o jantar de Natal da GNR.

No Facebook do Sindicato, são várias as críticas e os elogios à situação. O Tugaleaks contactou a GNR para confirmar a informação, mas obteve, como é costume para este órgão de comunicação social, silêncio.

Já a PSP dirigiu um comentário ao Tugaleaks informando que “A Direção Nacional da PSP, por princípio, não comenta declarações ou exposições dos sindicatos da instituição. Neste sentido, informamos que nada temos a comentar sobre o assunto em apreço.”.

Trocas de folgas constantes

A moralidade de colocar agentes da PSP a guardar carros, como se as pessoas que vão à festa da GNR fossem “cidadãos superiores”, não está em causa. Mas até podia estar.

O problema é a troca constante de folgas, acumulada com os carros que precisam de ser “guardados” junto a uma força de segurança.

Contactado o Sindicato Unificado da Polícia de Segurança Pública, o Presidente do mesmo informou ao Tugaleaks que “a nossa publicação pretendeu demonstrar a indignação pelo facto de se estar a tornar pratica recorrente o corte de folgas a muitos dos efetivos da PSP, uma realidade face a ausência de um investimento efetivo no reforço de recursos humanos, para fazer face não só ao envelhecimento do efetivo, bem como ás aposentações e pré aposentações e ainda por motivos de doença que obriga a baixas de longa duração” e logo depois conclui que “depois verificamos que se desloca elementos para guardar um espaço devido a realização de uma festa de Natal”.

Apelou ainda a existir uma força de segurança humana, realçando que “os elementos policiais são seres humanos e não maquinas, precisam de descanso para recuperar das exigências da profissão, estar próximo da família que é um dos pilares para o bem estar psicológico dos elementos policiais”.

Pretendes denunciar situações nas forças de segurança?
Então preenche este formulário para fazeres uma denúncia anónima!

 

Foto: Jornal I

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *