O Tugaleaks é um órgão de comunicação social social verdadeiramente independente. Não temos qualquer publicidade no site.

Envia a tua denúncia anónima aqui

Os detidos no dia 27 de Junho vão ser julgados daqui a cerca de 15 dias. Manifestantes queixam-se que nunca lhes foi indicado que estavam a fazer algo de ilegal.

O Tugaleaks teve acesso a um documento da PSP, o qual publicamos na sua totalidade, que indica que toram detidos por Atentado à Segurança de Transporte Rodoviário. Quando foi explicado o motivo da sua detenção a um membro dos Anonymous ele disse “ah, ok” pois não sabia ainda, passados dois dias, do que tinha sido acusado exatamente.

 

Detidos na Greve Geral: a PIDE “já voltou há muito tempo”

 

Este é um crime presente no Art. 290º do Código Penal, que pode chegar a uma pena de 5 anos.
O comunicado emitido pela PSP informa que tendo em conta “o cenário de atentado à segurança da circulação rodoviária e considerando a perigosidade e aos riscos efetivos tanto para os manifestantes como para os utilizadores da via de trânsito, foi efetuada uma caixa de segurança e retirado o grupo de cidadãos para um outro local. Em consonância com as disposições previstas no Código de Processo Penal, os participantes nas ações atrás referidas foram identificados, constituídos arguidos, submetidos a termos de identidade e residência e notificados para comparecer no Tribunal de Pequena Instância Criminal de Lisboa”.

 

O membro dos Anonymous indica uma história diferente. “quem esteve a guiar a manifestação toda foi a polícia, nós estávamos com escolta à frente e atrás”, diz indignado. Afirma também que “eu só soube quando estava a fazer algo de errado à meia noite e trinta foi quando assinei os documentos”. Agora, sobre a audiência de 12 de Julho, afirma que ““prefiro ir a julgamento e provar a minha inocência do que pagar multa”.

Sobre o auto entregue – a algumas pessoas já depois da meia noite – afirma que “deram-nos o auto em como estavam 4 policias como testemunhas do sucedido, e estava la a explicar como 10 a 20 membros da manifestação identificados como parte do grupo da rede social Anonymous (…)identificaram também um cartaz nos autos, mas com a frase errada”.
Este membro do conhecido grupo activista, identificado pelo uso da máscara de Guy Fawkes, perguntou ainda “a partir do momento que estava numa ilegalidade deviam-nos parar, não é?” mas embora o Tugaleaks tenha tentado contactar a PSP nesse sentido, não obteve resposta até ao momento.

Já ontem no Tribunal de Pequena Instância em Lisboa aconteceu um incidente, tendo um dos 226 manifestantes tido um ataque epitético. “estava lá um bocado de calor”, diz a nossa fonte.

 

Garcia Pereira lembra os tempos da PIDE

Garcia Pereira disse aos jornalistas que “[o] que temos aqui é uma coisa muito grave, que é a realização de ficheiros políticos com dados de ativistas sociais que vão a manifestações”.

No entanto, Sara Didelet, uma das pessoas detidas, vai mais longe e afirma que “não acho que a pide esteja a voltar, acho que já voltou há muto tempo, os acontecimentos do 14 de novembro já demonstravam isso mesmo! a democracia em portugal não existe”.

 

 

Comentários

8 Comments

  1. Tem estas seitas denominadas de orgãos de Estado munidas da mais Canalha gente aventureira , saídos de cursos tirados tipo farinha amparo , regados com droga e alcool antes dos exames cabulados sem fim é vista e com experiência de vida a darem quecas pela noite dentro enquanto estudam a maneira de um dia , chegados ao trono do poder ; esfaraparem a todo o custo gente indefesa .

    Apenas está provado uma suposta e imaginária TENTATIVA que acabou em desistência e só efetivamente praticada e punível porque a PSP se designou em CORTAR a ESTRADA para identificar as pessoas , causando embaraço ao transito .

    Quem tem de ser punido são os agentes da PSP !

    Abuso de autoridade : é a prática mais que provada camuflada e desiganda antigamente por PIDE/DGS !

    Sei do que falo , conheço provas em tribunal, periciais e documentais , lofoscópicas , grafológicas que sendo NEGATIVAS , foram carregadas para o processo e na qual mandaram CONDENAR pessoa INOCENTE .

    Desde juiza casada com interaasados em condenar inocente , vi de tudo com estes dois olhos !

    Prestem atenção , tenham advogado que não tenha medo de enfrentar as tropas SS implantadas em certos Tribunais .

    Muitos , embora oficiosos temem enfrentar poder Judiciais porque temem o desemprego e não evoluirem nas carreiras … muitos até levam com Multas processuais para se acomodadrem e ficarem a saber que ; Não se metam com ou com os detentores do Trono Medieval , até deixam passar os prazos de recurso propositadamente …etc.

    Caso igualmente em que a PSP para arranjar caldinhos contra outro suspeito de algo , constitui pessoa como Arguido eternamente , sem que se cumpram prazos de Validação pelo MP .

    Enganam as pessoas , chamam as mesmas como TESTEMUNHA de algo para sacarem informações importantes e depois de terem o que querem , vá de constituirem a mesma de ARGUIDO .

    Arranjam processos paralelos para investigarem outros , tipo FBI .

    Presentemente , sei de caso de pessoa CONDENADA pelo transito em julgado de Sentença que os crimes PRESCREVERAM no tempo e que a Relação nem quer saber …

    Cuidado , quando tem uma doença Grave procuram um médico , inicialmente até pode ser um estagiario , mas depois se ficarem desconfiados procuram um médico com anos de vida e experiência , não é ?

    Muitos dos CONDENADOS em Portugal a penas de MULTA e até mesmo Prisão , daqui até muitos INOCENTES ; se tivessem tido um Advogado que saiba entender o “de” do “da” ou estar atento , nunca teriam sido sequer acusados pelo MP .

    Percebe-se que a máquina judiciaria tem de ser alimentada com os ignorantes e leigos que acabam por pagar as progressões de carreira e ordenados a quem vê as pessoas humanas como números inscritos nos braços , al como os NAZIS faziam aos Judeus .

    Sei do que falo e se for preciso arraso frente a frente qualquer Magistrado , naquilo que me tocou e toca .

    Tenha muita vergonha e acabem sim com a criminalidade em Portugal violenta , desde arrancarem brincos de ouros a velhotes das orelhas na rua , de irem a casa das pessoas darem porrada a velhotes .

    Assaltos de ATM e bancos ou outras instituições todos os dias em que são chamados e aparecem 1/2 horas depois …

    Acabem com a prostituição descarada sem pagamento de impostos , basta lerem os classificados do Correio da Manhã para saberem onde estão !

    Acabem com a venda de droga nos ginásios e espaços noturnos , escolas e afins .

    A estatisticas dizem que os crimes baixaram , sim !
    A custo de os haver cada vez mais mas as pessoas ofendidas não apresentam queixa porque não vale a pena , quer pelos custos quer depois pelos constantes Arquivamentos , bem sabendo da existência quase em tempo real dos crimes , mas Arquivam !

    Os PSP´s envolvidos nesta tomada de refens para ato ilícito chegavam se todos os dias olhassem a quantidade de crimes existentes em Portugal , onde estão nos outros dias ???

  2. O único atentado aqui, é o dos bandidos disfarçados de policias, contra a Democracia.

    Só é de lamentar que os manifestantes sequestrados se tenham disposto a assinar o que quer que fosse.

  3. qdo é que os ‘génios’ de esquerda vão perceber que o #nannystate que tanto defendem acaba sempre por abusar dos cidadãos?
    dêem-me um exemplo em que tal não ocorra!

    menos e melhor Estado é do que precisamos, não de mais! o ideal seria mesmo a ausência deste!

  4. “menos e melhor Estado é do que precisamos, não de mais! o ideal seria mesmo a ausência deste!”

    Claro que sim!!
    estas pessoas estão mesmo malucas!!!!
    parece-me que este senhor “ovigia” não anda a tomar os comprimidos!!!

    Já começo a ficar mesmo desiludido com este povo inculto, filhos da propaganda neo-liberal transmitida pela televisão.

    Não acordem que não é preciso!!!

    ÓTARIOS !!!!!!!!!!

  5. O Estado esse Grande PATRÃO
    Os empregados do Estado em Portugal existem fundamentalmente para melhor enganar, aldrabar, vigarizar, desviar e roubar o próprio PATRÃO (Estado) em completa legalidade, impunidade e imunidade pois há que precisar que tudo na Constituição Portuguesa (a fazer passar por deficiente mental o maior dos vigaristas) se encontra reunido de uma forma magistral e exemplar para favorecer, beneficiar e proteger em exclusivo os empregados do Estado e em nada o PATRÃO.
    Os empregados do Estado são todos aqueles que recebem uma remuneração em troca de um suposto ”trabalho” na chamada função pública. Ex. : Presidente da Répública, Primeiro Ministro, Ministros, Parlamentares, Secretários, câmaras, juntas, finanças, militares e etc., etc., etc., etc., etc.
    O engraçado e mais estranho e estúpido nisto tudo é que o PATRÃO (Estado) é o próprio POVO que não tem poder absolutamente algum nas decisões da Répública e nunca terá porque a Constituição assim não o permite ao contrário do poder absoluto dos Políticos que mandam de mão de tiranos e cara de Anjos.
    Impossivel de se encontrar PATRÃO mais condescendente, generoso, ignorante e cego.
    Também por isso é que nunca houve não há e nunca haverá melhor ”emprego” que o de ser empregado do POVO (Estado).
    CONCLUSÃO : Temos que acabar completamente e radicalmente com a Constituição Portuguesa e criar uma nova Répública de raíz ou adoptar um sistema político estrangeiro que se saiba funcionar.
    ASSINADO : Aremando Zarpa

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *