O Grupo GPS foi atacado por hackers ligados ao coletivo Anonymous Portugal. Os Sudoh4k3rs colocaram 26 escolas offline e fizeram um ataque ao site principal do grupo.

O Grupo GPS foi alvo recente de buscas em vários colégios. As buscas, realizadas no início do ano, incidem sobre suspeitas de corrupção e branqueamento de capitais. Realizadas em Janeiro por mais de cem inspectores da PJ, as buscas incidiram na sede do Grupo GPS bem como em cinco colégios, Caldas da Rainha (Colégio Rainha D. Leonor e Colégio de Frei S. Cristóvão), de Mafra (Colégio de Santo André e Colégio de Miramar) e da Batalha (Colégio de S. Mamede) e ainda em várias casas e sociedades de pessoas ligadas ao grupo.

Por outro lado, em 2009, houveram denúncias de ameaças e despedimentos a professores citadas pelos Precários Inflexíveis (o site está á altura desta notícia offline, a informação pode ser encontrada em cache neste link).

Agora os Sudoh4k3rs decidiram atacar a maior parte dos sites do grupo.

Primeiro no site do Grupo GPS foi colocada uma imagem do grupo que diz “liberdade de expressão” através de uma vulnerabilidade conhecida como XSS.
Depois, 26 sites de escolas ficaram offline estando à data da publicação deste artigo os sites com a mensagem “This site is currently Unavailable Please check back later”.

 

1016950_561890250538798_1885354431_n

 

A lista de sites afectados pode ser encontrada na página de Facebok dos Sudoh4k3rs.
No mesmo local pode-se ainda encontrar vários e-mails pertencentes ao grupo.

O Tugaleaks tentou contactar o Grupo GPS por telefone para a sede em Louriçal para obter comentários a este ataque mas tal contacto não foi possível.

 

Página com informação do ataque

Facebook dos Sudoh4k3rs 

Mais informação no Pastebin

 

Reportagem de Ana Leal

A reportagem “Dinheiros Públicos Vicios Privados” foi uma reportagem exibida na TVI por Ana Leal, com imagem de Gonçalo Prego e edição de Miguel Freitas. Partilhada ainda hoje nas redes sociais, esta reportagem mostra como colégios públicos se encontram sobreaproveitados enquanto colégios privados recebem verbas do estado.

 

 

Contactado o grupo activista responsável pelo ataque, este comentou apenas o seguinte:

Um homem livre, é senhor de sua vontade e somente escravo de sua própria consciência!

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder