Foi-lhe diagnosticado um cancro no cérebro. Ele deciu “hackar”os seus registos médicos e disponibilizou-os em formato aberto na Internet para pedir ajuda.

Hacker com cancro no cérebro “hackou” os seus registos médicos e publicou-os na net

 

Este hacker criou um site, com open data (um dos pilares fundamentais do manifesto dos Partidos Piratas) uma vez que quando foi buscar os seus registos ao Hospital, os mesmos vinham em formato proprietário.

Assim, além de crackar e distribuir de forma acessível os seus registos médicos, o hacker pretende encontrar uma cura seja ela espiritual, cientifica ou outra. No primeiro dia, recebeu duas respostas de dois médicos e promete publicar qualquer resposta que lhe seja dada.

 


 

No site existem vários documentos, ressonâncias magnéticas e um TAC. Tudo isto veio em formato fechado, mas foi “crackado” e disponibilizado online.

O tumor parece não ser fatal e uma cura parece estar a caminho com uma cirurgia que envolve poucos riscos.

Este foi um acto não só de exposição social como, por várias pessoas terem participado, um acto de união entre várias comunidades distintas, e digno de ser recordado para a posteridade.

Esta é uma cura Open Source, que devia incentivar os Governos de todo o mundo a usar formatos abertos apra partilhar dados.

 

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder