O Tugaleaks é um órgão de comunicação social verdadeiramente independente. Não temos qualquer publicidade no site. Consulta aqui o nosso relatório de transparência mensal.

Envia a tua denúncia anónima aqui

A saúde está cara. Mas nunca um Hospital possa enviar utilizadores para um outro mercado que também está em crise: as imobiliárias. Mais um ataque a servidores do Estado.

O site dos HUC encontra-se com um “iframe” (forma de colocar um site a abrir dentro de outro) apontado para uma imobiliária. Na verdade, o site aponta para o IP onde está alojado o site Achadinha Formosa.

 

HUC

clique para ampliar

 

Esta imobiliária, de Lisboa, parece à partida não ter nada a ver com o site dos Hospitais da Universidade de Coimbra.

O site encontra-se alojado pelo Ministério da Saúde, que mais uma vez, gerido pelo estado, vê os seus sites “pilhados virtualmente” a favor de hackers.
Até ao momento, nenhum grupo reivindicou este ataque ao Tugaleaks.

 

Aumentos na saúde

As taxas moderadores aumentaram em 2013 bem como aumentaram os cortes que o OE 2013 e o Governo fazem na saúde. Ao JN em Janeiro, o presidente do Conselho de Administração do Hospital de Cascais referia que os Portugueses chegaram ao “limite de segurança crítico de introdução de barreiras económicas ao acesso “, no que diz respeito à saúde pelos mais carenciados economicamente.

 

Outro Ministério atacado?

Já em Janeiro o Tugaleaks denunciou que o Ministério da Educação tinha sido também atacado. Naquela altura, o site do Centro Euroguidance tinha tido vários usernames e passwords divulgadas num Pastebin que ainda está disponível.

 

O Tugaleaks tem avisado frequentemente para a fragilidade da segurança informática no Estado Português sendo este mais um exemplo do que um hacker com algum tempo e conhecimento consegue fazer.

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder