Julian Assange escreve o seu livro de memórias

O fundador do site WikiLeaks, Julian Assange, vendeu os direitos de publicação do seu livro de memórias a duas editoras, a britânica Canongate e a americana Knopf, informou o jornal The Guardian. De acordo com o diário, a notícia de que os manuscritos do autor serão entregues em março de 2011 para edição se espalhou pela internet via Twitter. Nada mais apropriado para divulgar a biografia de Assange, responsável pelo site que vazou pela internet 250.000 documentos diplomáticos americanos.

Continuar a ler a noticia

Ver
Esconder