Há quem viva na rua, mas não por falta de espaço. Será por outra coisa. Os edifícios estão ao abandono e, quando ocupados, depressa se fazem sair as pessoas.

A Câmara Municipal de Lisboa é proprietária de cerca de 3000 imóveis devolutos. No entanto, sempre que existe uma ocupação, a mesma Câmara tenta retirar de lá as pessoas que, ora de uma forma ou de outra, dão vida a um espaço que está abandonado. Ao todo, em números de 2009, eram 4689 os edifícios que estavam devolutos, ou seja, que durante um ano não estejam ocupados e que não tenham consumos de água ou luz nesse tempo.

 

Zona de Lisboa com mais de 4500 edifícios devolutos

 
É o caso do Palácio Silva Amado, antigo Ministério da Educação, sito na Campo dos Mártires da Pátria, 1-2; Travessa do Torel, 2-4; Rua Júlio de Andrade, 2ª.
Neste espaço ocupado a 25 de Abril, tinha atividades como conversas, ateliers e jantares comunitários. Mas, no dia de ontem e segundo o próprio site, tanto a PSP como a Polícia Municipal já compareceram no local. Hoje, segundo informação do site, a policia tenta fazer um despejo com o advogado do proprietário presente.

 

Ocupação em São Lázaro há um ano

Precisamente a 25 de Abril de 2012, há um ano, ocorreu uma ocupação semelhante. Na altura, os ocupantes conseguiram por vias judiciais, com uma providência cautelar, impedir a desocupação. Em São Lázaro, acabaram por ser despejados com alegada violência policial no dia 30 de Maio do ano passado.

 

Indefinidamente a viver em casa alheia?

Uma possível ação concertada e preparada poderá levar a que, uma pessoa ou um grupo de pessoas sem casa, possam ocupar várias casas devolutas e viver indefinidamente com um teto alheio. Basta para isso verificar a localização dos mais de 300 edifícios devolutos, propriedade da CM Lisboa. Após a ordem de despejo voluntário, que terá que acontecer em 10 dias, basta escolher outro edifício para pernoitar.

 

Mapa interativo de casas devolutas

Baseado no documento de 2009, o site Tretas colocou um mapa interativo onde se pode ver os edificios em Lisboa. Inclui também uma legenda para separar os que são da CM Lisboa e os outros.
O mapa mostra várias informações como o proprietário, o estado do imóvel e a morada.  Existem aidna, na mesma análise do Tretas, os ficheiros exel e em outros formatos que permitem a impressão em lista das moradas facilmente.

 

Comentários

2 Comments

  1. estou chocada estou a viver de favor com umas pessoas na irlanda porque nao tenho onde morar no meu pais numa casa do estado nem pagando o minimo porque sem morada nao se arranja trabalho

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder