São vários milhares de Portugueses que se têm unido na Internet pela demissão do “doutor” Miguel Relvas. Hoje, a união sai à rua.

 

Manifestação (e petição) pela demissão de Miguel Relvas

 

Hoje, 19h, em frente ao pilar da nossa democracia: Assembleia da República.
Este pilar tem vindo a ser fortemente abanado nas últimas duas semanas pelo mainstream media. Resta também informar que antes dos media terem pegado no caso, já o Tugaleaks falava nisso, baseando-se na investigação inicial do Jornal O Crime pelo jornalista Carlos Tomás.

A manifestação, segundo o evento é “APARTIDÁRIA, TRANSVERSAL À SOCIEDADE PORTUGUESA, pela dignidade do regime democrático”.

Afirmam ainda também no evento, alguns pontos pelo qual se realiza a manifestação:

– os contactos com o Sr. Jorge Silva de Carvalho;
– a mudança de versões, numa semana, de esclarecimentos ao Parlamento;
– as pressões sobre a jornalista do Público, que, de resto, foram objecto de censura moral por parte da Entidade Reguladora da Comunicação;
– fundamentação insuficiente sobre a creditação de 32 das 36 cadeiras de um curso universitário, 23 anos após se matricular em outras Universidades e ter concluído apenas uma cadeira, com 10 valores – registo biográfico que se encontra omisso da bibliografia pessoal divulgada;
– a indignação pública na generalidade da sociedade portuguesa perante a obstinada manutenção do Sr. Miguel Relvas no exercício de funções governativas.

O Tugaleaks conta ter algumas fotos do evento no final do dia de hoje.

Além da manifestação, existe a petição que conta com mais de 2600 assinaturas, para a demissão de Miguel Relvas. Relembramos que legalmente, após as 4000 assinaturas a petição pode ser levada a discussão dentro da esfera política nacional.

 

Evento no Facebook

 

Assina a petição

 

Existe ainda a informalção do nosso fórum em como irá ser realizada uma manifestação também no Porto.

Ver
Esconder