Kim Dotcom, fundador do MegaUpload, aceita ir para os Estados Unidos se lhe devolverem o dinheiro que está “retido” para “inspecção”.

O caso MegaUpload tem tido contornos favoráveis a Kim Dotcom que desafiou os Estados Unidos a devolverem-lhe o dinheiro “roubado”. Em troca, ele vai de livre vontade para aquele país para ser julgado. Alias, é isso que os Estados Unidos querem, no entanto não esperavam certamente por esta táctica. Pretende também despesas pagas para ele e para os seus advogados, segundo o seu Twitter.

Ainda no Twitter há alguns dias atras, o fundador do MegaUpload deixou transparecer a vontade de voltar a reabrir o site, “melhor” e mais “revolucionário”:

 

Fundador do MegaUpload "aceita" extradição e pensa em reabrir o site

 

Numa entrevista ao  The Guardial, Dotcom (é mesmo o seu nome) disse que estava “na disposição de lutar”. É o que tem feito até agora, como se pode ver, após o fecho de um dos sites mais populares de partilha de ficheiros.

De referir também que em Junho e nos meses anteriores, empresas como a Apple mostraram-se dispostas a apoia-lo, tendo mesmo a Apple criticado a posição do Governo Americano para com o seu site.

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder