Os partidos da Troika resolveram pedir encarecidamente á populaão da Torre de Moncorvo para não vaiar o Presidente da República. Foram ignorados.

 

PS, PSD e CDS fazem comunicado à população de Moncorvo para não vaiar Cavaco SilvaFoto: Público

 

Numa carta que circula pela Internet e foi mostrada e passada à população, o PS (Aires Ferreira), PSD (António José Ramos) e CDS (Carlos Manuel Ferreira Paço) pediram que “[c]compreendendo as razões do descontentamento” pedem “consciência” para as “atitudes que poderão contribuir, ou não para a imagem do conselho”.

 

 Carta

clica para ampliar

 

Esta carta não foi bem recebida pelos utentes na rua como também nas redes sociais. Jaime Toga, por exemplo, escreve no Facebook que “[p]aralelamente [à carta] desencadearam uma operação de propaganda, chantagem e condicionamento da população para que Cavaco tivesse um passeio por Trás-os-Montes sem ser confrontado com o desemprego, a pobreza e o abandono da agricultura”.

O povo não se rendeu a estes pedidos e fez-se presente, juntamente com a União de Sindicatos de Bragança, para vaiar o presidente da república.
Liam-se fachas como “Queremos um país melhor” e gritos como “vai para casa” enquanto Cavaco visitava pela Feira Medieval.

Vídeo dos incidentes no Público

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder