A pandemia da Covid-19 afetou economias em todo o mundo e os seus efeitos ainda não foram totalmente neutralizados. O confinamento decretado em muitos países resultou no encerramento de empresas e na paragem da produção industrial. Como resultado, os mercados bolsistas entraram em colapso durante semanas, e só algumas empresas tecnológicas —que viram o seu volume de negócios aumentar graças ao teletrabalho e às comunicações sociais à distância— ficaram livres de quedas históricas. Por isso, investidores também decidiram modificar as suas carteiras e colocar os seus fundos noutros mercados menos expostos aos efeitos da pandemia. As condições nos mercados tradicionais —especialmente nas bolsas— não têm sido as ideais para investir desde o início do surto pandémico em Março.

Por outro lado, os investidores ou traders experientes que olham para os mercados de divisas —também chamados Forex—, observam algumas vantagens potenciais, no entanto, estas operações também estão expostas a um elevado nível de risco, especialmente quando se investe nestes mercados com alavancagem —o que pode produzir grandes perdas— ou em situações de extrema volatilidade, como aconteceu nos últimos meses.

Quais são as características dos mercados de divisas?

  • Mercados muito líquidos: a liquidez destes mercados é sepre muito elevada, com um número muito importante de compradores e vendedores que intervêm nos mercados a todo o momento.
  • Aberto 24 horas por dia: ao contrário das bolsas, os mercados Forex não fecham e é possível executar operações 24 horas por dia para tirar partido das oportunidades que o mercado oferece a cada minuto.
  • Volatilidade: geralmente, é um mercado muito volátil que permite aos investidores mais ousados sem medo das flutuações de preços, tentar tirar partido desta característica, embora isso signifique assumir os riscos associados.
  • Múltiplas estratégias disponíveis: Os investidores podem apostar que o preço de uma divisa ou de um par de divisas irá cair e ganhar dinheiro com essa previsão pessimista.

Os operadores de Forex que escolham a negociação de divisas através de corretores on-line, contam com ferramentas úteis como uma calculadora de trading que lhes poderá ajudar a calcular os lucros das suas operações de investimento.

Quais são os parâmetros para os investidores que negoceiam moedas?

Os investidores que decidem colocar os seus fundos nos mercados de divisas geralmente têm de ter em atenção a variedade de fatores que condicionam o sucesso ou o fracasso dos seus investimentos. Por um lado, existem questões económicas gerais; por outro lado, existem as circunstâncias específicas que afetam cada divisa.

No primeiro grupo —fatores globais ou gerais— podemos falar sobre:

  • Geopolítica e relações internacionais: as relações internacionais são importantes e afetam a cotação das divisas. Os acordos (ou desacordos) comerciais entre países ou blocos de países influenciam estes preços. Por exemplo, a guerra comercial entre a China e os Estados Unidos é uma das principais preocupações dos investidores nos últimos tempos.
  • Notícias e acontecimentos globais: acontecimentos inesperados tais como a pandemia, ações terroristas contra alvos ocidentais causando instabilidade, catástrofes naturais, crises financeiras ou de abastecimento de mercadorias, etc. Todos eles afetam a economia direta ou indiretamente e têm o poder de fazer flutuar —para cima e para baixo— o preço de divisas e pares de divisas que fazem parte dos mercados Forex.
  • Eleições e mudanças de governos: por exemplo, as eleições presidenciais nos Estados Unidos a 3 de Novembro. Estes são fatores-chave porque as políticas internas e externas dos países dependem desses processos eleitorais, com consequências para a sua economia, as suas relações internacionais e os seus acordos e intercâmbios comerciais.

Entre os fatores mais locais, aqueles que afetarão diretamente o preço de uma determinada divisa, destacamos:

  • Taxas de juro: os investidores estão sempre atentos às alterações nas taxas de juro introduzidas pelos bancos centrais. O aumento ou diminuição das taxas de juro afeta direta e imediatamente o preço de diferentes divisas.
  • Situação e indicadores económicos locais: a evolução do PIB, os dados do desemprego, a dívida pública dos Estados ou o endividamento das empresas e dos consumidores privados são alguns fatores chave que podem fazer variar a cotação das moedas.

Todos estes fatores, ponderados e analisados em conjunto, são os que determinam quais os investimentos que são aconselháveis e quais os que devem ser evitados no mundo do Forex. A fim de tirar partido dos seus investimentos e estar a par de todos estes desenvolvimentos, as pessoas que decidem entrar no mundo do câmbio e do comércio de divisas devem estar bem informadas.

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder