O Tugaleaks é um órgão de comunicação social social verdadeiramente independente. Não temos qualquer publicidade no site. Consulta aqui o nosso relatório de transparência mensal.

Envia a tua denúncia anónima aqui

Todo começo de ano é o momento ideal para planejar-se financeiramente e anotar na agenda as datas das próximas viagens. Afinal, o turismo é uma das mais importantes atividades econômicas da atualidade e é necessário já começar a separar o dinheiro para investir em viagens marcantes. Mas, infelizmente, nem todo lugar pode ser visitado com tanta facilidade, inclusive alguns dos destinos de turismo mais famosos e procurados do mundo. A exemplo da Venezuela, que possui praias e vilas belíssimas, mas que enfrenta uma grave crise política atualmente.

 

Aliás, para os portugueses que planejam visitar a América do Sul próxima à Venezuela nos próximos meses, a recomendação é de cautela. Isso porque o regime do ditador Nicolás Maduro já acusou Portugal de pôr em perigo os portugueses na Venezuela após o país reconhecer Juan Guaidó como Presidente interino e apoiar os Estados Unidos. Além disso, neste ano a companhia aérea portuguesa TAP já cancelou voos para Caracas devido à falta de segurança na capital venezuelana. Portanto, é recomendado escolher destinos alternativos.

Para ajudar você a evitar problemas ao planejar suas próximas viagens, listamos a seguir os cinco piores destinos de turismo para evitar em 2019.

 

VENEZA
A cidade italiana flutuante de Veneza é uma das mais famosas e visitadas do mundo devido a seu charme histórico que já foi cenário até mesmo de livros e filmes. Porém, esta bela cidade tem sido praticamente devorada pelo turismo, que todos os anos despeja centenas de milhares de visitantes e lota pontos turísticos, além de deixar vários outros lugares da cidade praticamente intransitáveis. Agora, já existe até mesmo uma “taxa de entrada” criada para ajudar a controlar o turismo de massa.

 

TAILÂNDIA
As belas ilhas e praias da Tailândia também já são muito famosas no mundo inteiro e todos os anos atraem turistas e mochileiros que desejam ter contato com essa natureza exuberante. Mas o excesso de visitantes não está fazendo nada bem ao ecossistema das ilhas, que já apresentam um avançado estado de deterioração ambiental. Na tentativa de amenizar o problema, o governo local tem passado a fechar algumas de suas ilhas e promover medidas de proteção ambiental para que elas possam ter tempo de se recuperar.

 

BARCELONA
A belíssima cidade espanhola de Barcelona é outra que todos os anos atrai visitantes do mundo todo e que está sofrendo os efeitos negativos disso. Para evitar que a cidade se transforme “em uma loja de lembrancinhas baratas”, nas palavras da alcaldesa Ada Colau, o governo tem passado a tomar medidas às vezes drásticas para conter o turismo de massa, como o congelamento de licenças para novos hotéis, aplicação de impostos turísticos e até mesmo a limitação do número de turistas.

 

AMSTERDÃO
Amsterdão, capital da Holanda e a cidade mais populosa dos Países Baixos, parece ter saído de um livro de fantasia e atrai todos os anos turistas ávidos para conhecer suas principais atrações e pontos turísticos famosos. Mas o turismo também tem afetado negativamente os centros históricos da cidade, que sofrem com a quantidade absurdamente enorme de pessoas que passam por lá todos os anos. Por esse motivo, o governo local tem adotado uma postura que desencoraja visitantes interessados apenas em festejar na cidade e procura atrair turistas que realmente estejam interessados na cultura local e saibam respeitá-la.

 

SANTORINI
A ilha grega de Santorini encanta turistas do mundo inteiro por sua beleza que une uma arquitetura limpa e simples a uma vista privilegiada do mar Egeu. Porém, nos últimos anos, Santorini entrou na rota de vários navios de cruzeiro que despejam milhares de visitantes diariamente no pequeno vilarejo de Oia. Por esse motivo, as autoridades do lugar já estudam limitar a quantidade de visitantes a apenas 8.000 para que o turismo não sobrecarregue a região e afete as delicadas paisagens e natureza local.

 

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *