A empresa que aloja o site da Wikileaks foi atacada. Com mais de 150.000 servidores e fundada em 1999 é uma das maiores empresas de alojamento mundial.

A empresa OVH encontra-se em vários países. Em França, no país onde esta empresa nasceu, oferece além de serviços de alojamento web também linhas de ADSL e outros serviços para utilizadores finais.

No dia de ontem durante a tarde, vários clientes receberam um e-mail contendo informações sobre um ataque. Esse ataque teve origem num dos seus escritórios em França, onde a empresa confirma que “foi comprometida a segurança”.

 

Empresa OVH é atacada por hackers que roubam bases de dados de clientes da Europa

 

Num comunicado no fórum de suporte da OVH em Portugaltraduzido do comunicado Francês – é possível ler-se que a base de dados da Europa que foi roubada por hackers tinha “informações pessoais” como “o nome, sobrenome, NIC-Handle, morada, telefone e a palavra-passe encriptada”.

 

Wikileaks alojada na OVH

Um dos clientes mais notáveis da OVH é a Wikileaks. Em finais de 2010 houveram alguns problemas entre a OVH e o governo Francês mas, depois de duas ordens de tribunais falhadas, o site continuou a ser alojado na OVH.
Os dados da Wikileaks foram entre os muitos “capturados” pelos hackers.
A Wikileaks está alojada em vários IPs da OVH, entre os quais o 94.23.165.55.

 

Empresa já sofreu ataques este ano

Em Abril de 2013 a OVH sofreu ataques a vários servidores onde estavam pelo menos dois serviços de Bitcoin foram comprometidos. As passwords da conta foram alteradas e os servidores reiniciados em modo de diagnóstico.
A falha nos serviços da OVH em Abril estava relacionada com a recuperação das passwords onde o hackers conseguiu por brute force efectuar a recuperação. Segundo a Wikipédia, três clientes foram afectados criando uma considerável perca de valores aos clientes.

 

O Tugaleaks contactou a OVH que nos respondeu, por e-mail, que “tal como indicado no anúncio sobre o incidente, não serão comunicados detalhes adicionais, por enquanto”.

 

A juntar-se a este ataque está também o ataque ao fórum do Ubuntu e à Apple. Até ao momento, embora sejam ataques num curto período de tempo, não é possível associar os mesmos a uma equipa específica de hackers.

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder