Passos Coelho afirmou ontem que “Ninguém aconselhou os portugueses a emigrarem”. O Tugaleaks vem recordar ao Presidente outras declarações passadas deste Governo.

Este Governo tem solução? É uma questão para os nossos leitores comentarem, já que o Tugaleaks se tenta sempre pautar por dar informação e não fazer informação. Mas torna-se claro que, com solução ou sem solução, existem pessoas neste Governo que estão a necessitar de mais rigor, ou de mais assessores para lhes relembrarem declarações passadas.

 

Afinal, Passos Coelho disse ou não disse aos Portugueses para emigrarem?

 

O Secretário de Estado da Juventude e Desporto, Miguel Mestre disse em Outubro de 2011 que “e estamos no desemprego, temos de sair da zona de conforto e ir para além das nossas fronteiras”. Estas declarações foram feitas à Lusa e transmitidas por várias vertentes da comunicação social como o Económico.

Já em Dezembro desse mesmo ano, Passos Coelho proferiu também à agência Lusa que “nos próximos anos haverá muita gente em Portugal que, das duas uma, ou consegue, nessa área, fazer formação e estar disponível para outras áreas ou, querendo manter-se, sobretudo como professores, podem olhar para todo o mercado de língua portuguesa encontrar aí uma alternativa”. Na altura, o Jornal i reportou a situação.

“Fronteiras” e “mercado” são apenas palavras, umas mais flagrantes que outras, para expressar um clima do “ver se te avias” para os Portugueses.

Assim, concluímos que na realidade este Governo efectivamente incentivou a dois grupos de Portugueses para emigrarem.

 

E se ainda restam questões, temos um registo em vídeo:


Nas próximas eleições, o Tugaleaks estará cá para recordar este e outros incidentes.

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder