Foi vaiado. Continuou a falar durante vários minutos como se nada acontecesse. Finalmente, Quarteir amostrou que é mais forte e Passos falou das Portagens.

Era apontado pela RTP como o fim das férias de Passos Coelho e o regresso às atividades políticas do atual primeiro-ministro.
A RTP recordou também o discurso de Passos Coelho há um ano, nesta mesma altura:

Queremos construir uma sociedade mais próspera, mais desenvolvida. Nós queremos que o Produto Interno Português cresça e não que encolha como tem acontecido, no ano passado e este ano. E por isso quero reafirmar aos portugueses, se o ano que estamos a viver ainda é um ano de contração da atividade, em que empresas estão a fechar portas e em que o desemprego não conseguiu ser contido, o ano de 2013 será um ano de inversão na situação da atividade económica em Portugal

 

Passos Coelho vaiado ontem em Quarteira

 

Ontem, várias dezenas de pessoas marcaram presença e, falando durante vários minutos por cima do Primeiro Ministro, fizeram ouvir o seu descontentamento. Foi uma “vaia monumental “ segundo um dos manifestantes.

 

Vídeos

Antes da chegada de Passos Coelho

Enquanto Passos Coelho discurssava

Enquanto passos Coelho estava a discursar ouviram-se palavras de ordem como “demissão”, “tá na mora do Governo ir embora”. As palavras foram acompanhadas de perto, como se pode ver no vídeo, por um contingente policial.

No Facebook era pedido que partilhassem o vídeo “porque a imprensa vai tentar ocultar o protest”. Até ao momento, apenas a imprensa regional, nomeadamente o Sul Informação, publicou esta informação, tendo também indicado que o Primeiro-ministro “foi mesmo obrigado a referir-se aos manifestantes e às portagens, tal como já tinha acontecido com os oradores que o antecederam”.

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder