O Tugaleaks é um órgão de comunicação social verdadeiramente independente. Não temos qualquer publicidade no site. Consulta aqui o nosso relatório de transparência mensal.

Envia a tua denúncia anónima aqui

Cerca de 50 pessoas juntaram-se à porta da RTP para exigir a cultura e serviço público. O Tugaleaks faz o relato.

Eram quase 2.000 no Facebook. Apareceram cerca de 50.
Assim como se houvessem apenas 10, continuámos com a nossa ideia original e estivemos no Rossio até às 17h e seguimos, de metro, para a RTP.

 

Protesto contra o encerramento da RTP2 e concessão da RTP1: história e futuro

 

Ao chegarmos houve um ligeiro cordão policial e aparentemente não nos deixavam passar até cerca de 20 metros da entrada dos funcionários nas traseiras. Foi preciso uma voz ao megafone dizer com dois microfones a ouvir, “este não é um órgão de soberania e não temos que estar a 100m do local, se não nos deixarem passar apresentamos uma queixa-crime contra o 1º comando da PSP de Lisboa por negarem o nosso direito de manifestação” para sermos recebidos pelo chefe do dispositivo de segurança e resolvermos as coisas como pessoas civilizadas e, acima de tudo, dentro da lei.

Resolvido este impasse, já de si pouco digno de uma democracia, fomos recebidos pela Comissão de Trabalhadores da RTP com os quais trocamos algumas palavras. Posteriormente, foi a vez dos media:

 

Esta informação não passou na RTP. A equipa de reportagem da RTP acompanhou-nos cerca de 4 horas e passaram apenas 30 segundos no jornal da RTP1.

 

Ficamos por lá até às 19h e hoje, cada um que foi ao evento, está de consciência de que o nosso dever cultural e em defesa do serviço público está cumprido.

Fotos no Facebook do Tugaleaks

 

O que pensa Valete?

Valete, um rapper que ao longo dos últimos anos tem escrito letras e lançado albuns com, em parte, um cariz social, esteve presente numa parte do protesto e falou ao Tugaleaks sobre o que pensava do fecho da RTP. Apelidou a situação de uma “mais uma acção criminosa” e comparou-a com “as organizações criminosas Angolanas”.

 

Valete fala sobre a situação da RTP (02-09-2012 no protesto do Tugaleaks) by Tugaleaks.com

Vale a pena recordar que Valete tem um som (“Bolas e Consciência”) onde no final faz referência ao colectivo Anonymous.

 

Os “10 mandamentos” da RTP

Num comunicado da Comissão de Trabalhadores da RTP, após a demissão do Conselho de Administração da RTP, foram lançados 10 mandamentos que devem ser cumpridos sobre a selecção e execução do novo conselho de administração.

Download do Comunicado de Impresa da RTP

 

 

Um pouco por todo o país, nomes como Jorge Sampaio e outros criticam fortemente estas medidas.

Achas que o que se tem feito é suficiente para parar esta ideia do governo? O que pode o cidadão comum fazer além do que já está feito até agora?

 

Comentários

5 Comments

  1. Por mim fecha tudo e não há privados a explorar nenhuma das licenças. Nem ESTADO a suportar televisões. O Estado não deve viver de propaganda dos meios de comunicação. Além do mais, os privados já o fazem.

  2. A RTP só dá prejuizo prepositado porque é mal gerida … a Sic dá prejuizo ? a tvi dá prejuizo? …e a RTP dá porque … porque assim o convem para se poder vender . bem gerido dava lucro muito lucro , e desenvolvimento cultural e social . agora Vender Grandola Vila Morena diz tudo ….

  3. Vendam a R.T.P. , para fazerem uma reportagem saí um carro com 4 os 5 pessoas. Enquanto nas estaçoes privadas saí 2 pessoas para fazer o mesmo serviço.
    Serviço publico ? o que é isso ? as outras estaçoes tambem fazem.
    Todos nós os mais velhos que pagamos a tv por cabo estamos a pagar ainda uma taxa para o audiovisual na fatura da EDP que é obrigatorio, ninguem pergunta porquê ? Pois é para a R.T.P. a afins.
    È só roubar cada vez mais o povo.

  4. Estes canais públicos nunca prestaram um verdadeiro serviço público. Depois de anos de despesismo é obrigatório encerrar este canais de TV que são um autentico sorvedouro de dinheiros públicos. Não tenho pena dos trabalhadores que serão despedidos pois todos pactuaram com esta situação.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder