Hackers conseguiram o conteúdo das bases de dados do PSD. Não é claro que “users” lá estão, mas os hackers prometem estar já a trabalhar com os dados obtidos.

Um grupo de hackers que pretende iniciar uma operação “OPANTIGOV PT” (operação anti governo), recolheu alegados dados das bases de dados do PSD. Nessas bases de dados existem “users”, nos quais os hackers já estão a “trabalhar”.

 

 

 

O Tugaleaks contactou o Partido Social Democrata (PSD), através de uma assessora de imprensa, que encaminhou a situação para os informáticos do PSD. Estes, segundo a mesma assessora, não estavam disponíveis ontem nem hoje por estarem no exterior.

Um consultor de segurança contactado pelo Tugaleaks, afirmou que “isto é exactamente aquilo que não devia acontecer em Portugal: como é que os informáticos de um grande partido passam dois dias sem verificar os serviços geridos por eles?”.
Outra pessoa, ligada ao activismo, perante os dados que viu afirmou que “parece facil de rootar”.

 

Ver a informação no AnonPaste

 

 

Por vezes o barato sai caro

O Tugaleaks tem informação de que anteriormente o site do PSD estava alojado com uma empresa diferente. Recentemente mudaram para um serviço mais barato, e desde então, segundo nos confirma um hacker, ataques DDoS e sites offline foram situações mais frequentes.

 

 

Anonymous fazem-se ouvir no estrangeiro

Ontem foram mais de 200 os sites que C!RCU!T Sn3ak3r, Shadows e a Team Whit3 Portugal atacaram. Em alguns sites foi colocada uma página HTML com a informação do ataque e a pedir que tivessem um melhor sistema de segurança.
Dos 201 sites atacados e passadas 24 horas, alguns ainda mantém a informação do ataque.

 

Ver a lista de sites no Pastebin

Comentários

1 Comment

  1. LOL e muito facil ter acesso a base de dados vasta ter o havij instalado, ou o sqlmap ate uma criança faz !
    Se estes pseudo hackers fossem mase vergar a mola e que eram finos !

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder