Relatório recentemente disponibilizado mostra que 0.7% da população controla 41% da riqueza que há no mundo. A expressão “somos os 99%” nunca fez tanto sentido.

O relatório foi elaborado por três autores, especialistas em economia. Anthony Shorrocks É director da empresa Global Economic Perspectives Ltd e licenciou-se pela London School of Economics, Jum Davless é Professor no Departamento de Economia da Universidade Western Ontario no Canada e Rodrigo Lluberasis estuda economia no t Royal Holloway Colege.

Estes três autores fizeram um relatório, com cerca de 60 páginas, onde analisam em detalhe a economia mundial.

 

Menos de 1% da população tem 41% da riqueza no mundo inteiro

 

Muitas pessoas podem estar lembradas que a falência do banco Lehman Brothers, há 5 anos atrás, provocou o início do que agora vemos como uma crise generalizada por grande parte do globo. Da mesma forma, vemos também a riqueza espalhar-se por cada vez menos pessoas.

O site Esquerda comenta, sobre o relatório, que “em valor acumulado, a riqueza mundial atingiu em 2013 o recorde de todos os tempos: 241 biliões de dólares (biliões na escala longa usada em Portugal e triliões na escala curta usada nos EUA e no Brasil). Se este número fosse dividido proporcionalmente pela população mundial, a média da riqueza seria de 51.600 dólares por pessoa. No entanto, não é o que acontece. Veja abaixo o gráfico da projeção de cada país se o PIB fosse dividido pela população:”

Os Estados Unidos embora seja dos países mais ricos tem o nível mais acentuado de pobreza e desigualdade do mundo.

 

Download do relatório Credit Suisse 2013 Wealth Report

 

Portugal não escapa a críticas

Portugal é um dos países com a distribuição da riqueza mais desigual. Segundo um relatório da OCDE publicado no ano passado. Portugal está ao “lado” de países como Chile, Israel, México e Estados Unidos. Portugal é ainda colocado no grupo de países com mais desigualdade em termos de dispersão de rendimentos, ao lado do Chile e dos Estados Unidos.

 

Download do relatório Going for Growth

A expressão, ouvida em manifestações, de que “somos os 99%”, nunca esteve tão certa como hoje.

Ver
Esconder