Num conselho envelhecido no interior de Portugal com cerca de 12 mil habitantes, a Câmara do PSD decidiu gastar 52 mil euros num carro Mercedes para o Presidente.

Sabugal, o local onde o único Hotel de 4 estrelas fechou no ano passado. Palco da desertificação, onde a cada estatística apurada existem cada vez menos habitantes e onde o desemprego, sendo uma zona do interior, é uma preocupação.
Nem todas estas dificuldades impediram a câmara liderada pelo Presidente António Robalo, eleito pelo PSD, de adquirir uma viatura no valor de cerca de 52 mil euros, já com IVA.
A viatura, segundo documentos obtidos pelo Tugaleaks, destina-se a substituir o BMW 302 D, “de 2003, com 370.000 km”.

Em vez de ser adquirida uma viatura mais económica, com vista à poupança nas contas públicas, “por sugestão” do Gabinete da Presidência foi solicitada a aquisição de uma viatura Mercedes-Benz C220 CDI Blue Efficiency.

Foi convidada apenas uma entidade a apresentar proposta, a Mercedes-Benz, que teria que apresentar proposta até ás 23:59 do dia 27-01-2014 e que a apresentou ás 21:20, num tempo quase perfeito para poder efectuar a venda da viatura, por ser a única concorrente.

 

Comparação com o caso de Coimbra

Recentemente, o Tugaleaks falou de uma situação parecida. Em Coimbra, o Presidente da Câmara comprou um carro por 51 mil euros, já com IVA. Este é um carro mais barato cerca de mil euros em relação ao carro adquirido pela Presidência do Sabugal. No entanto, Coimbra tem 150 mil habitantes e Sabugal tem apenas 12.544 (Censo 2011).

Ou seja, cada pessoa que está a viver no Município de Sabugal vai pagar pelo carro adquirido cerca de quatro euros.

 

 

sabugal2

 

Não deixa de ser importante realçar que metade da frota da PSP e da GNR tem mais de 10 anos. No entanto, numa Câmara Municipal, um carro com onze anos tem que ser substituído.

 

 

O Tugaleaks disponibiliza a documentação do contrato efectuado que comprova a sua veracidade.

Ver
Esconder