Perfil de Linkedin do Coronel Anthony Jamie MacDonald invadido. Daí ganharam acesso ao seu e-mail, onde puderam provar o envolvimento dos USA.

 

O Perfil do Linkedin do Coronel Anthony Jamie MacDonald vai ficar para a história por mais uma falha nas forças dos Estados Unidos em estarem seguras na Internet. Embora seja um perfil pessoal, uma pessoa com tal responsabilidade deveria, em teoria, ter mais segurança ou mesmo ter apoio logístico ou formação dos USA em segurança informática. Afinal, ninguém deve gostar de ser apanhado a mentir.

 

E-mails de Coronel dos USA mostram que os Estados Unidos “montaram” falso ataque químico

 

Enquanto Portugal permanece calado em relação a este caso, os media Internacionais deram alguma atenção ao ataque, levado a cabo pelo hacker €Wagn3r que afirma ter tido acesso à conta de e-mail do Coronel do Exército dos Estados Unidos. Nessa conta de e-mail existiam dois e-mails apelidados pelo hackers de “os melhores”. Num destes e-mails, o Coronel é apaparicado com o comentário “já agora, vi o teu último trabalho, os meus agradecimentos“. Em seguida, um link para o Washington Post onde com o título “Activistas Sírios acusam governo de ataques químicos perto de Damascus”.

Pela conversa tida no e-mail, é possível apercebermo-nos que os ataques químicos foram orquestrados pelos Estados Unidos. No final, o Coronel ainda diz que foi algo “bem feito”.

 

Acesso aos e-mails no Pastebin

 

Na mesma série de e-mails, uma amigoa da esposa do Coronel escreve-lhe a indicar que está chocada com o que se passou e com a morte das crianças, ao que esta responde que as crianças estão bem e que foi tudo planeado.

A informação publicada pelo hackers parece apontar para o facto dos Estados Unidos estarem a fazer tudo para atingir os seus objectivos no Médio Oriente.

 

A guerra… da informação

Anteriormente não haviam hackers na Guerra do Golfo, e na Guerra do Iraque ainda não havia este movimento em volta dos hackers e da luta cibernética pela verdade. Mas agora existem.
Ontem o Tugaleaks anunciou que um site de recrutamento de Marines tinha sido atacado. Hoje o envolvimento dos Estados Unidos em falsos ataques químicos é revelado.

Amanhã será outro dia. Mas, a haver guerra, esta será diferente. Haverá também a guerra da informação.

Ver
Esconder