O Tugaleaks é um órgão de comunicação social verdadeiramente independente. Não temos qualquer publicidade no site. Consulta aqui o nosso relatório de transparência mensal.

Envia a tua denúncia anónima aqui

Sucata a céu aberto foi denunciada há mais de um mês e continua no mesmo local. Ironicamente á a GNR quem tem a competência de investigação destes crimes.

O que farias se uma entidade fosse uma espécie de “juiz, júri e executor”? É o que se passa com a GNR e esta, no mínimo, intrigante situação.
A GNR é quem tem competência para investigar estes assuntos, mas é a primeira a não fazer cumprir a lei, através do SEPNA. Neste caso específico, como estamos numa zona de âmbito da PSP, esta também tem a responsabilidade de atuar.

Trata-se de uma sucata a céu aberto ao lado do Centro de Formação de Portalegre, no coração da cidade. A notícia já tinha sido avançada pelo DN no mês de fevereiro, mas o Tugaleaks recolheu fotos exclusivas onde se mostra a desordem e o caos em que as viaturas estão.

As imagens exclusivas, que podem ser consultadas abaixo, são apenas uma das várias situações anómalas que se têm passado no distrito, ao comando do Coronel de Cavalaria Joaquim António Papafina Vivas-

De acordo com várias fontes, sabe-se que mais de metade dos carros são provenientes da zona de Portalegre, uma zona cujos veículos da GNR se encontram bastante debilitados dada a idade dos mesmos.

Coronel envolvido noutras polémicas

O Coronel no comando de Portalegre e o responsável, ainda que indiretamente, sobre esta sucata a céu aberto, esteve ao longo dos tempos envolvido noutras polémicas.

A mais recente deve-se ao facto de utilizar o carro de serviço para se deslocar, todos os fins de semana, até a uma outra localidade onde, durante os dias de semana o seu carro civil fica guardado dentro de um quartel da GNR. O MAI e a GNR foram na altura contactados, mas ambos remeteram-se ao silêncio.

Mesmo antes disso, quando chegaram novas viaturas, colocou-as ao serviço dos oficiais e não dos postos territoriais, que tanto precisam naquela zona.
E há cerca de um ano nomeou um familiar para um cargo num Posto Territorial que, com a denúncia do Tugaleaks, acabou por ser alterada essa decisão.

Conheces outras situações que queiras denunciar?
Envia uma mensagem anónima ao Tugaleaks.

Comentários

Responder a MichaelSOART Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder