O responsável do site apanhou dois meses de prisão, que foram trocados por multa. Na realidade, fizeram apenas “embed” do vídeo, não sendo os autores da transmissão.

O site tem 100.000 visitas por dia e mais de 366 mil fãs no Facebook. Opera há seis anos como site de entretenimento. Cometeu um erro aparentemente gravíssimo: copiou um código HTML e colocou-o na sua página.

O caso traz ao de cima a sensação que os juízes não percebem nada de Internet. O Tugaleaks falou com um dos responsáveis do site, que preferiu o anonimato. Conta-nos primeiro que tudo não ter falado com mais ninguém antes de falar com o Tugaleaks, mas saíram pelo menos três notícias (1, 2, 3) com um aparente favorecimento às declarações da SportTV.
Isso não impediu a nossa fonte de nos contar o que aconteceu e de relembrar que “os jornais inventam e escrevem o que lhes é mandado por certos indivíduos. Tivemos a prova disso mesmo.”

 

Site Tá Fixe condenado por publicar links para ver a Sport TV, mas nem sequer ligam ao futebol

 

O Tribunal acusou-o de “difusão de jogos”, mas ele garante que não criou a forma para ver os canais SportTV indicando até que usou os “códigos embed”, “como de um vídeo de YouTube se tratasse” e chega a pergunta rmesmo “condenado por copiar links?”.

Ainda assim, existe a noção de que fizeram algo ilegal: “Tive noção que sim, mas na altura tudo parecia tão fácil, que foi feito por brincadeira. Feliz (ou infelizmente) fomos mais inteligentes que eles e “sem querer” a keyword sporttv ficou em segundo lugar nas pesquisas do google. Sim, linkava ao Tá Fixe. Brincadeiras de quem gostava de experimentar truques de SEO.“

O caso fica por aqui, não vão recorrer, pois dizem que “este processo foi uma anedota. Apenas existiu para arranjar um culpado. Fomos “obrigados” a agir desta forma para resolver o problema.
Tanto jornais, como processos em tribunal e até mesmo a justiça é – provavelmente – controlada por estes senhores. Não queremos ter mais nada a ver com eles nem ouvir falar deles.”

Embora fosse fácil “chegar a um dos admins na altura” eles garantem que a sua protecção já está assegurada, tendo melhorado algumas coisas no site para lhes garantir uma maior privacidade.

A SportTV reagiu em comunicado, citada pelo SOL, que afirma que este processo é “um alerta a todos os que, ainda hoje, promovem, facilitam e transmitem de forma ilegal e abusiva os seus conteúdos na Internet, contribuindo para o flagelo da pirataria sobre os direitos televisivos de desporto e, consequentemente, para a destruição de valor de todos os intervenientes, desde o atleta até ao espectador do espectáculo desportivo”.

O Tugaleaks consultou três sites conhecidos de transmissão de canais e foi possível, em dois, consultar algum dos canais da Sport TV. Estes sites estão bem indexados no Google e uma pesquisa por “ver tv online” leva-nos rapidamente aos mesmos.

 

Afinal, para que serviu este caso?

Pela parte do Tá Fixe, quando questionados sobre o preço da Sport TV, disseram que “Não fazemos ideia. Nem queremos saber. Não gostamos de futebol. É mesmo verdade.
E o futuro? Parece que vai ficar todo igual e nada vai mudar, pois “somos completamente imunes a este tipo de problemas. Somos uma comunidade forte.”

O Tugaleaks deixa um alerta: fazer embed de vídeos pode dar prisão. Entretanto, o autor da transmissão, dos quais mais do que um site terá certamente feito embed, continua à solta.

 

Tá Fixe

 

Comentários

12 Comments

  1. Acho que os administradores do site “Tá Fixe” deviam recorrer, se não recorrem estão a reconhecer que cometeram o crime!

  2. Tem que recorrer obviamente, a incompetência do ministério público e do tribunal de primeira instância tem que ser corrigida .

    Alguém no seu perfeito juízo tem que explicar que o facto de um video aparecer num determinado site não implica que a autoria do video seja do mesmo, repito esta decisão está errada e tem que ser corrigida.

  3. Os tribunais de primeira instância são uma autentica palhaçada, condenam os arguidos sem provas mas sim por convicção. Grande parte dos arguidos condenados sem provas não recorrem porque as penas são pequenas e não se querem chatear mais com isso.

  4. Não percebem que Portugal está comandado por meia dúzia de Anarquistas que pelo poder dos euros fazem as suas próprias leis das leis aprovadas no Parlamento ?

    Vejam Espanha e a oferta que fazem na TDT .

    Vejam o que se passou com o Porto – Benfica em que são utilizados dinheiros públicos de donativos e ordenados públicos a certa gente e depois travam a vizualização em canal aberto .

    Mas todos pagam a Taxa de Audiovisual , não é ?

    Transformaram Portugal numa coutada privada onde só entram alguns .

    É sempre melhor condenar alguem em Portugal doente de hepatite , sida e dependente de drogas , pessoas com fome que tiram aos supermercdos 10 e tal euros … para mostrarem trabalho na Justiça , mostrarem serviço feito e porque se tem por vezes advogados de outra categoria , como o futebol existem diferentes ligas … Se tivessem um Advogado de luxo … até podiam ter alguma culpa … mas nã otinham de certo sido condenados …

    1. “Não percebem que Portugal está comandado por meia dúzia de Anarquistas que pelo poder dos euros fazem as suas próprias leis das leis aprovadas no Parlamento ?”

      SABE AO MENOS O QUE É O ANARQUISMO?
      É EVIDENTE QUE NÃO,

  5. Olá a todos,

    este artigo pareceu-me bastante interessante, pois desconhecia que colocar videos embebidos podia dar prisão.

    É esquisito, pois pergunto-me se os donos dos motores de pesquisa não deviam ir também parar ao xilindró?

    Esses são os principais a indicar por exemplo onde podemos buscar todo o tipo de conteúdos. São os motores de pesquisa os principais disseminadores de tudo o que se passa na internet.

    Julgo que não estou errado. Pergunto-me qual é a diferença entre piratear um canal e colocar código referente a um site que está a transmitir, onde está a ilegalidade disto? No site original diz lá que não se pode ir buscar o html?

    Tudo gente maluca, é aflitivo!

  6. Com a manipulação da keyword com objectivos de SEO, é fácil de perceber que há dolo na atitude do site. Parece-me óbvio que o site linkou à Sportv com o nítido objectivo de trazer pessoas para o seu site. O que, por si só, já é razão para censura.

    Questão diferente é se o facto de fazermos embed de um video, viola os direitos de autor. Relembramos que o Tafixe.com vive exactamente de embeds de vídeos, fazendo uma recolha dos videos na Net que acha mais apropriados para os seus utilizadores e coloca-os online. Ou seja, se há pessoa a quem não se pode colocar a questão de não saber o que está a fazer relativamente a embeds é o Tafixe.com.

    E o Tafixe.com está, por isso, mais do que ciente de que sim, embeds de videos violam a actual lei de direitos de autor. Não vejo a razão para tanta celeuma.

  7. Caro André,

    Antes de falar ou emitir uma opinião pública ou pessoalmente deveria-se informar-se sobre o que diz para depois não emitir frases ignorantes como esta :

    “Relembramos que o Tafixe.com vive exactamente de embeds de vídeos, fazendo uma recolha dos videos na Net que acha mais apropriados para os seus utilizadores e coloca-os online.”

    Deixe-me que lhe diga que o tal site tafixe.com se só “contém” videos no formato embeds não recolhe nada nem coloca nada online, alias na realidade não tem qualquer tipo de video alojado no site, o embed nada mais é do uma instrução que o site dá ao seu browser a dizer “Vai ver está página, ou melhor embute o conteúdo desta página no frame deste site”. Logo o tal site não aloja nem tem qualquer videos alojado no mesmo, tão pouco a informação que o client (browser) está a ver vem daquele domínio.

    Perante este FACTO que qualquer técnico de informática lhe poderá confirmar, só resta concluir que o que foi deliberado naquele tribunal foi uma decisão errada que pode ser facilmente confirmada como tal e que deverá num estado de direito como o nosso ser imediatamente corrigida.

  8. Claramente o juízes deste país não percebem nada de Internet e de computadores!!!!!! Quem fala dos juízes, fala do resto dos trabalhadores e serviços do estado lolol, as pessoas que trabalham como administrativos no geral andam a preencher documentos pré feitos… E que demoram minutos a fazer coisas tão simples… Basta olhar só para o site do IEFP e péssima qualidade do mesmo.

  9. O Estado esse Grande PATRÃO
    Os empregados do Estado em Portugal existem fundamentalmente para melhor enganar, aldrabar, vigarizar, desviar e roubar o próprio PATRÃO (Estado) em completa legalidade, impunidade e imunidade pois há que precisar que tudo na Constituição Portuguesa (a fazer passar por deficiente mental o maior dos vigaristas) se encontra reunido de uma forma magistral e exemplar para favorecer, beneficiar e proteger em exclusivo os empregados do Estado e em nada o PATRÃO.
    Os empregados do Estado são todos aqueles que recebem uma remuneração em troca de um suposto ”trabalho” na chamada função pública. Ex. : Presidente da Répública, Primeiro Ministro, Ministros, Parlamentares, Secretários, câmaras, juntas, finanças, militares e etc., etc., etc., etc., etc.
    O engraçado e mais estranho e estúpido nisto tudo é que o PATRÃO (Estado) é o próprio POVO que não tem poder absolutamente algum nas decisões da Répública e nunca terão porque a Constituição assim não o permite ao contrário do poder absoluto dos Políticos que mandam de mão de tiranos e cara de Anjos.
    Impossivel de se encontrar PATRÃO mais condescendente, generoso, ignorante e cego.
    Também por isso é que nunca houve não há e nunca haverá melhor ”emprego” que o de ser empregado do POVO (Estado).
    CONCLUSÃO : Temos que acabar completamente e radicalmente com a Constituição Portuguesa e criar uma nova Répública de raíz ou adoptar um sistema político estrangeiro que se saiba funcionar.
    ASSINADO : Aremando Zarpa

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder