O responsável do site apanhou dois meses de prisão, que foram trocados por multa. Na realidade, fizeram apenas “embed” do vídeo, não sendo os autores da transmissão.

O site tem 100.000 visitas por dia e mais de 366 mil fãs no Facebook. Opera há seis anos como site de entretenimento. Cometeu um erro aparentemente gravíssimo: copiou um código HTML e colocou-o na sua página.

O caso traz ao de cima a sensação que os juízes não percebem nada de Internet. O Tugaleaks falou com um dos responsáveis do site, que preferiu o anonimato. Conta-nos primeiro que tudo não ter falado com mais ninguém antes de falar com o Tugaleaks, mas saíram pelo menos três notícias (1, 2, 3) com um aparente favorecimento às declarações da SportTV.
Isso não impediu a nossa fonte de nos contar o que aconteceu e de relembrar que “os jornais inventam e escrevem o que lhes é mandado por certos indivíduos. Tivemos a prova disso mesmo.”

 

Site Tá Fixe condenado por publicar links para ver a Sport TV, mas nem sequer ligam ao futebol

 

O Tribunal acusou-o de “difusão de jogos”, mas ele garante que não criou a forma para ver os canais SportTV indicando até que usou os “códigos embed”, “como de um vídeo de YouTube se tratasse” e chega a pergunta rmesmo “condenado por copiar links?”.

Ainda assim, existe a noção de que fizeram algo ilegal: “Tive noção que sim, mas na altura tudo parecia tão fácil, que foi feito por brincadeira. Feliz (ou infelizmente) fomos mais inteligentes que eles e “sem querer” a keyword sporttv ficou em segundo lugar nas pesquisas do google. Sim, linkava ao Tá Fixe. Brincadeiras de quem gostava de experimentar truques de SEO.“

O caso fica por aqui, não vão recorrer, pois dizem que “este processo foi uma anedota. Apenas existiu para arranjar um culpado. Fomos “obrigados” a agir desta forma para resolver o problema.
Tanto jornais, como processos em tribunal e até mesmo a justiça é – provavelmente – controlada por estes senhores. Não queremos ter mais nada a ver com eles nem ouvir falar deles.”

Embora fosse fácil “chegar a um dos admins na altura” eles garantem que a sua protecção já está assegurada, tendo melhorado algumas coisas no site para lhes garantir uma maior privacidade.

A SportTV reagiu em comunicado, citada pelo SOL, que afirma que este processo é “um alerta a todos os que, ainda hoje, promovem, facilitam e transmitem de forma ilegal e abusiva os seus conteúdos na Internet, contribuindo para o flagelo da pirataria sobre os direitos televisivos de desporto e, consequentemente, para a destruição de valor de todos os intervenientes, desde o atleta até ao espectador do espectáculo desportivo”.

O Tugaleaks consultou três sites conhecidos de transmissão de canais e foi possível, em dois, consultar algum dos canais da Sport TV. Estes sites estão bem indexados no Google e uma pesquisa por “ver tv online” leva-nos rapidamente aos mesmos.

 

Afinal, para que serviu este caso?

Pela parte do Tá Fixe, quando questionados sobre o preço da Sport TV, disseram que “Não fazemos ideia. Nem queremos saber. Não gostamos de futebol. É mesmo verdade.
E o futuro? Parece que vai ficar todo igual e nada vai mudar, pois “somos completamente imunes a este tipo de problemas. Somos uma comunidade forte.”

O Tugaleaks deixa um alerta: fazer embed de vídeos pode dar prisão. Entretanto, o autor da transmissão, dos quais mais do que um site terá certamente feito embed, continua à solta.

 

Tá Fixe

 

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder