O Tugaleaks apresenta um vídeo, criado por Marcelo Recebelo de Sousa, que foi “proibido” de passar na Alemanhã por motivos politicos. O dever de Portugal é partilhar este vídeo.

Esta segunda-feira Ângela Merkel vem a Portugal. São seis horas de alto risco. Mas a chanceler Alemã está “munida” de várias manifestações populares como acompanhantes ao longo de todo o trajecto. Também esta segunda-feira a página de Facebook do Tugaleaks vai acompanhar a par e passo todas as manifestações com informações, fotos e opiniões durante todo o dia.

 

O vídeo que a Alemanha não quer ver e os Portugueses devem partilhar

 

O vídeo que podia “incendiar” a Alemanha, pela sua verdade, foi feito por Marcelo Rebelo de Sousa, comentador da TVI e político do PSD. O vídeo com o título “Ich Bin Ein Berliner” foi rejeitado pelas autoridades Alemãs e assim “impedido” de circular pela Alemanha. O vídeo é algo parecido com o que surgiu há alguns meses quando os finlandeses deram a entender que não queriam participar na ajuda a Portugal.

O blogger e produtor do vídeo, Rodrigo Mota de Deus, já enviou uma nota de protesto à embaixada Alemã em Portugal pela recusa da divulgação do vídeo.
Na nota pode ler-se “Recebemos a informação de que as entidades responsáveis não autorizaram a transmissão do filme por “razões políticas”. Este facto causa-nos a maior incompreensão e merece o nosso protesto. Dizemos no filme, nomeadamente, que o povo português trabalha mais horas que o povo alemão. Que paga mais impostos. Que tem menos dias de férias e feriados” (Expresso).

Foi filmado no Padrão dos Descobrimentos e conta como Portugal trabalha e esforça-se mais do que a Alemanha, bem como apoiou decisões da Alemanha no passado.

 

O Tugaleaks divulga agora o vídeo e encoraja todos os Portugueses a fazerem a partilha do mesmo, antes e depois de Merkel estar em Portugal, em união de espírito e contra a suteridade. 

 

 Versão Portuguesa

 

Versão Alemã


 

 

O Tugaleaks agradece ainda publicamente ao colectivo  Anonymous Legion PT que estão no Twitter e no Facebook, pela obtenção deste vídeo.

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder