Com mais de 600 pessoas confirmadas via Facebook, os cidadãos portadores de deficiência deixam claro que não vão recuar desta iniciativa.

 

Começa hoje a vigília pela qualidade de vida das pessoas com deficiência

 

Foi convocada com alguma indignação e inconformismo, tendo em conta que uma vida melhor que é negada pelo estado.
Afirmam no seu evento que “Ao cortar 30% no orçamento para atribuição de produtos de apoio, o governo tomou uma decisão que, objectivamente, contribui para o agravamento das condições de vida e de saúde da população com deficiência. Produtos de apoio são cadeiras de rodas, sondas, próteses, etc., sem os quais é impossível vivermos.“

O protesto não terá “fim” previsto, e será levado em conta pelo maior número de dias possível.

 

Enquanto isso, site do INR esteve offline desde sábado

O site do Instituto Nacional da Reabilitação esteve offline até ao fim da tarde de hoje. O Tugaleaks tentou contacto colm o INR, tendo sido atendido de forma pouco idónea pela telefonista que apenas à terceira vez entendeu o conceito de um movimento cívico quando nos comparámos – erradamente, é certo – com um órgão de comunicação social.
Falámos com alguém que nos “garantiu” uma resposta da direção do INR ao nosso e-mail enviado pouco antes das três da tarde, o que não aconteceu.

O erro 500 era a mensagem que aparecia no site do INR, no dia antes da vigília dos cidadãos com deficiência em frente à Assembleia da República.

Provavelmente, apenas e só uma coincidência.

Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder