O Tugaleaks é um órgão de comunicação social verdadeiramente independente. Não temos qualquer publicidade no site. Consulta aqui o nosso relatório de transparência mensal.

Envia a tua denúncia anónima aqui

O juiz é conhecido por sentenças polémicas. Depois de violar uma adolescente de 14 anos, o homem, casado e com dois filhos, foi para o café beber uma cerveja. A Polícia Judiciária, através da Directoria do Norte, com a colaboração da GNR, identificou e deteve um homem suspeito da prática de um crime de sequestro e violação de uma menor de 14 anos, ocorrido no dia 3 de Setembro, ao fim da tarde, na localidade de Vila Nova de Famalicão. A menor, que circulava sozinha junto a uma estrada próxima do local do crime, terá sido violentamente arrastada para o interior de um campo de milho, onde foi seguidamente violada por um agricultor de 29 anos.

Violou menor de 14 anos, foi para o café beber cerveja, foi detido… e o juiz libertou-o Imagem: Correio da Manhã

 

Finda a violação, seguida de abandono do local por parte do individuo, a vítima procurou auxílio junto à mesma estrada onde havia sido sequestrada, vindo a ser socorrida por uma mulher que entretanto aí circulava de automóvel. A menor estava despida da cintura para cima e a chorar quando foi encontrada. O individuo era já referenciado localmente por situações de assédio e tentativas de abuso sexual de outras jovens e mulheres. Depois de consumar o acto, o homem, casado e com dois filhos, foi para o café beber uma cerveja.

 

Juiz solta violador

O juiz, já conhecido por sentenças polémicas sobre casos de violação, libertou o predador sexual. Em 2010 deixou um professor de Famalicão suspeito de violação ausentar-se do país, tendo ficado meses sem estar contactável. Meses antes deixou à solta um pedófilo que abusou das enteadas que fugiu para o Alentejo, tendo posteriormente sido preso  mas por assaltos. Neste caso, o individuo ficou apenas obrigado a apresentar-se semanalmente à GNR tendo também ficado impedido de contactar com a menor. Na localidade onde mora é conhecido pelos vizinhos como “tarado sexual”.

Este predador foi libertado porque a adolescente, de 14 anos, já tinha anteriormente mantido relações sexuais, ou seja, já não era virgem. O juiz disse ainda que era necessário investigar se tinha mesmo havido violação, embora ela apresentasse escoriações por todo o corpo e de os abusos terem sido confirmados pelos exames efetuados no Hospital.

 

ACTUALIZAÇÃO 9:50 – Depois de sair em liberdade, o predador deu entrada 6 horas depois no Hospital local com ferimentos provocados por agressões.

Comentários

11 Comments

  1. A Ministra da Justiça pode já começar a fazer uma listagem de juízes com pouco bom senso, este juíz pode ser o 1º da lista, de seguida pensar em o requalificar noutras funções !

    1. Por ser uma cidadã que paga os seus impostos; por não gostar de injustiças e essencialmente por ser mãe que acho que juízes como esses não deviam exercer profissão nenhuma ligada a justiça! Então esse juízo é cego? Ainda queria mais provas? Onde está o bom senso de que fala a ministra da justiça?! É por essas e por outras que o país está como está? Se ele não sabe ser juíz, oque faz num tribunal’ a defender pedófilos?! Rua com cambada dessa? Há muito bons jovens que são bons profissionais e não tem oportunidade de arranjar emprego em Portugal, porque “escumalha dessa” lhes tiram os lugares. Rua, Sr Juíz!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Que pena ter entrado no hospital com ferimentos, devie ter entrado directamente para a morgue com com um pau de 2 metros cheinho de pregos enfiado pela peida acima até sair pela boca

  3. Se fosse minha filha ele talvez já não entrasse no hospital, ou se entrasse já não saía com os órgãos todos ……

  4. Eu acho bem que os soltem, assim pode-se realmente fazer justiça, tal como aconteceu 🙂
    Pena os ferimentos que o levaram ao hospital não tenham sido mais graves!

  5. Esses filhos da puta eu sei bem o que faria aos dois ao filho da puta do juiz para além de lhe dar uma valente sova depois apanha o gajo despia-o prendia-o pelos pés e mãos metia-o de cu para o ar , depois arranjava um touro que não cobrisse à bastante tempo e depois soltava-o de forma a este filho da puta ser todo rasgado pelo touro, ao outro monte de merda prendia-o pelo pés e pelas mãos despia-o fazia-lhe cortes com uma lamina de navalha de barba , cortes bem profundos e depois arranjava uma banheira com gasolina e punha-o lá dentro de maneira a este monte de merda ser cozido vivo e ter uma morte sofredora e lenta, Porque toda a pessoa que atenta contra qualquer tipo de abuso e liberdade , e futuro de uma criança é o que merece , chamem-me o que quiserem mas eu tenho filhos e se isto se passa-se comigo era sem duvida o que eu fazia .

  6. Aos dois, a este monstro e ao “juiz” que o condenou a continuar a fazer o mesmo, que os deixassem à minha mercê, não para os liquidar, mas para se lembrarem do que andam a fazer até ao fim dos seus dias da suas vidas. De certaza que lamentariam ter nascido. Quem faz este comentário é pai e avô.

  7. De certeza o juiz e’ igual ao violador.
    Por isso libertou-lhe porque concorda e acha bem ele ter violado.

    Que vergonha , o juiz devia ser investigado, condenado e perder o direito de exercer .

    Outro Juiz deveria condenar aquele animal ,de ter certeza os outros prisioneiros iam tomar conta dele.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver
Esconder